×
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
14 de jun. de 2021
Tempo de leitura
6 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Ferrari estreia na moda com coleção para Geração Z

Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
14 de jun. de 2021

Ferrari e seu logotipo de cavalo galopante são provavelmente o símbolo por excelência do luxo masculino da Itália. Mas, no último fim de semana, na apresentação de sua primeira coleção de moda realizada no último andar da fábrica de automóveis em Maranello, havia mais meninas do que meninos na passarela.


Look Ferrari para a primavera-verão 2022 - Photo: FashionNetwork.com/Godfrey Deeny


"Os carros não têm gênero, e estas roupas também não", explicou Rocco Iannone, o veterano de Giorgio Armani e Dolce & Gabbana, a quem a Ferrari contratou como diretor de moda criativa.
 
A Ferrari é também o símbolo do sucesso financeiro, a maioria dos seus proprietários tem mais de 50 anos quando adquirem seu primeiro carro de alto desempenho. No entanto, a passarela estava repleta de modelos com metade dessa idade e roupas projetadas para geração Z, embora inspirada no desenho ergonômico do automóvel, materiais técnicos e acabamento tecnológico.

Uma decisão corajosa, considerando a tradição da marca. No museu do fundador da empresa, Enzo Ferrari, está em exibição uma exposição dedicada a Gianni Agnelli, o famoso ex-proprietário da Fiat, cuja empresa acabou absorvendo a Ferrari, e que foi o exemplo mais proeminente do estilo patrício italiano.

O contraste com Agnelli e com sua alfaiataria napolitana, seus grandes laços de seda e sua elegância atemporal, não poderia ter sido maior. Iannone mostrou uma coleção volumosa, recheada de logotipos, com casacos grossos, jaquetas e roupas esportivas que lembram idéias contemporâneas de nomes Demna Gvasalia, da Balenciaga, ou Virgil Abloh, da Louis Vuitton.

Só que no lugar de Off-White, um dos assistentes já havia batizado a estréia da Ferrari como "Off-Red", em referência ao lendário Testarossa de 12 cilindros da marca.

"Para mim foi fundamental descobrir quem eram os ícones da Ferrari. A Ferrari é uma marca muito presente na cultura pop, na música e nas artes. Por isso, quis dar sentido à ideia de um estilo de vida Ferrari. Sempre existiu e eu quis fazer uma coleção contemporânea que girasse em torno disso", explicou Iannone durante uma coletiva de imprensa antes do desfile.
 
Em frente de painéis inspiradores com uma montagem de astros e ícones da Ferrari, desde Brigitte Bardot e Lambert Wilson a Linda Evans e Mick Jagger. Além deles, uma nova seleção de ícones incluiu a próxima Ferrari que tem como alvo Timothée Chalamet, Dua Lipa e A$AP Rocky.


Look Ferrari para a primavera-verão 2022 - Photo: FashionNetwork.com/Godfrey Deeny


"As mulheres sempre fizeram parte da nossa imagem e reputação. É por isso que 80% da coleção é de gênero fluido e qualquer  look vai do tamanho XXXS ao XXXL", disse o designer.
 
Com sede em Maranello, uma região do Centro-Norte da Itália, historicamente mais conhecida por sua cerâmica que pelos carros, a Ferrari está totalmente comprometida com um lançamento de moda moderno e atual. A coleção começou a ser vendida online imediatamente após o desfile, tanto no site da Ferrari quanto da LuisaViaRoma, a famosa loja florentina que tem a boutique online mais moderna da Itália. No dia seguinte, a coleção também começou a ser vendida na nova loja da Ferrari em Maranello, renovada para criar um novo espaço melhorado.

A moda da Ferrari é decididamente neutra em termos de gênero, com formas curvas e mangas raglan inspiradas nas silhuetas curvilíneas dos carros.  Tal como os desenhadores de carros da Ferrari basearam as suas criações em detalhes anatómicos do corpo humano, também o fez Iannone, com cinturas alongadas e musculatura.

"As nossas roupas devem ser reconhecidas não pelo logotipo, mas pelo seu espírito", acrescentou o designer de 37 anos.
 
Ao longo de todo o processo, o designer injetou em toda a coleção uma riqueza de impressões gráficas: misturas impressionantes de cartazes dos anos 50 e capas de revistas que evocam a velocidade, imagens do cavalo galopante e até mesmo de campeões com a bandeira quadriculada.

Também é possível notar o elevado nível técnico da malha; enquanto o tecido chave é um nylon leve, mas tão denso que o toque parece seda.

Em resposta à crescente demanda de luxo personalizado pelos consumidores, a Ferrari lançou o Tailor Made há uma década, um serviço no qual os clientes ricos podem encomendar a cor exata do couro Connolly, a cobertura do assento de cashmere, ou caixa de engrenagens de metal escovado que melhor se adapte aos seus sonhos.

Ferrari Live Fashion Show


No fim de semana, os jornalistas puderam visitar esse espaço que claramente inspirou Iannone. Para além da multiplicidade de materiais pendurados em azulejos e padrões que brincavam com a geometria e uma montagem de tecidos.
 
Quer se tratasse de jacquards técnicos que pareciam tafetá de seda, lã tratada, organza de nylon ou fibras de carbono leves, as peças de vestuário eram quase todas impermeáveis e muito resistentes.

A Ferrari também desenvolverá quadros de automóveis inteiramente novos para clientes ricos, esculpindo modelos em argila em tamanho real com tecnologia laser e perfuração guiada por computador. Esses mesmos carros de terracota, que fazem parte do legado da marca, apareceram em várias gabardinas de pele fina com ombros vermelhos acolchoados. Os modelistas também trabalharam com casacos compridos, de ombros largos, casacos acolchoados e casacos de nylon acolchoados com a assinatura da marca em tons de amarelo canário e vermelho profundo.

A coleção representa uma uma mudança de rumo importante para a Ferrari, que verá a diversificação de produtos passar de um modelo de licenciamento para um conceito de marca de luxo.

A Ferrari continuará a vender alguns produtos licenciados (tais como tênis Puma, óculos Ray Ban e conjuntos Lego, mesmo que não sejam artigos de luxo), mas o seu cliente alvo de vestuário é o hipster da moda em Los Angeles, Miami, Milão ou Dubai, onde a marca planeja abrir as suas novas lojas nos próximos dois anos.

Também foram apresentados  alguns tênis Puma brancos e elegantes, onde a influência de Iannone é evidente, com os lados abertos como um ventilador de carro. 


Look Ferrari para a primavera-verão 2022 - Photo: FashionNetwork.com/Godfrey Deeny


Globalmente, o desfile foi uma estreia impressionante para Iannone na moda automobilística, que foi apoiado pela presença de vários supermodelos, desfilando em uma passarela em LED. Mariacarla Boscono abriu o espetáculo e Natalia Vodianova deu o passe final, diante de uma primeira fila que incluía os dois pilotos de Fórmula 1 da Ferrari, Charles Leclerc e Carlos Sainz, bem como os famosos designers industriais, Marc Newson e Jony Ive.

Todo o elenco feminino desfilou em calçados de saltos altos que pareciam ser feitos de aço, em frente à linha de montagem da Ferrari dedicada aos seus carros de 12 cilindros, o centro do DNA da marca. Tudo dentro de uma fábrica que mal produz 10 000 carros por ano.

"Esta é a alta-costura dos carros; todas as estações estão equipadas com pessoal. Não montamos nada aqui com robôs. O artesão está no coração de tudo o que a Ferrari faz", concluiu Iannone, que fez uma longa caminhada ao final do desfile antes de parar para saudar John Elkann, neto de Gianni Agnelli e patrono de tudo isto.

Será que os consumidores vão abandonar as grandes marcas das passarelas pela oferta de uma empresa automobilística? É uma grande aposta, mas pelo menos a Ferrari, Iannone e Elkann têm a moda da convicção.
 

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.