Fendi levanta a bandeira pelo uso de pele em uma grande coleção de bolso

A Semana da Moda de Londres pode ter proibido a pele na passarela, mas em Milão, a Fendi foi fiel ao seu material favorito, especialmente no desfile elegante e espirituoso que aconteceu na tarde de quinta-feira.


Ver o desfile
Fendi - Primavera-Verão 2019 - Moda Feminina - Paris - © PixelFormula

“É precisamente porque os outros estão fugindo disso que nós abraçamos isso. Fugindo de pele falsa e poluente. Ugh! Mas enquanto as pessoas continuarem a usar couro ou comer carne, as peles, provenientes de animais tratados de forma decente como é o caso da Fendi, sempre serão legalizadas e desejadas. De qualquer forma, é fácil para Londres proibir a pele, já que não ganha a vida com isso”, disse o estilista Karl Lagerfeld em seu salão privado nos bastidores após o desfile.
 
Ele havia acabado de apresentar casacos de pele de vison extraordinariamente detalhados; baseado em pinturas em miniatura; em pratos antigos, e até mesmo em um carpete velho, este um impressionante casaco de pele de vison de padrão riscado branco e ocre claro.
 
Embora o tema da coleção fosse os enormes bolsos; vistos em Adwoa Aboah, um trench coat transparente com bolsos de couro, e em camisas masculinas de seda com bolsos de couro no peito, e até em uma parka / vestido de couro usado por Edie Campbell.
 
Algumas roupas tinham até seis bolsos - para celular, batom, cartão de crédito e maquiagem. "Dessa forma ninguém pode roubar você, eles teriam que levar a pessoa inteira”, brincou Lagerfeld, ostentando uma barba e uma jaqueta preta da Fendi.


Ver o desfile
Fendi - Primavera-Verão 2019 - Moda Feminina - Paris - © PixelFormula

Não é de se estranhar que Karl e Silvia Fendi tenham batizado a coleção GP, de giant pockets (bolsos gigantes).  Silvia lotou a passarela com muitas bolsas incríveis; dando sequencia ao padrão de plástico transparente em uma nova maleta; revivendo a baguete em couro matelassê e logotipo; e oferecendo malas de viagem em pele de bezerro com bolsos múltiplos.

“Eu realmente não sei exatamente de onde vêm as minhas ideias, muitas vezes elas aparecem quando estou dormindo. Eu nunca faço um storyboard. Muitas vezes o ponto de partida acaba no lixo. Mas você tem que ter um ponto de partida ou você nunca vai chegar a lugar algum”, completou Karl antes de posar para fotos com Nicki Minaj, vestida de Fendi da cabeça aos pés, com uma viseira, branca, minissaia, legging e sapato de salto alto. "Isso combina comigo, não?", brincou a cantora.

A paleta de cores de Lagerfeld também foi inovadora, com destaque para um laranja puxado para o rosa, cuja ideia surgiu depois que o estilista comeu um prato de lagosta e levou para casa a concha do crustáceo, exigindo que sua equipe reproduzisse a cor. "Você percebe, não é um laranja barato!", disse Karl, depois de mostrar shorts de neoprene laranja; uma blusa com nervuras, e uma túnica de couro. O couro, aliás, é outro material que ele está totalmente comprometido em manter.
 
"Eu não gosto dessas pessoas veganas que destroem açougues. Os açougueiros ainda não são ilegais, então atacá-los é um tipo de fascismo e eu sou contra qualquer tipo de fascismo”, insistiu o designer alemão.

Traduzido por Novello Dariella

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Moda - Pronto-a-vestirLuxo - Pronto-a-vestirDesfiles
ASSINE A NOSSA NEWSLETTER