×
887
Fashion Jobs
keyboard_arrow_left
keyboard_arrow_right

Fashion Week: Paris apresenta um programa intenso

Publicado em
today 3 de mar de 2015
Tempo de leitura
access_time 4 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Depois de Nova York, Londres e Milão, Paris assume o bastão e termina a maratona das coleções de prêt-à-porter feminino para o outono-inverno 2016. Uma semana da moda aguardadíssima, que se estica por nove dias cheios, desta terça-feira, 3 de março, a quarta-feira, 11 de março.
 
No programa desta temporada, quatro jovens criadores darão seus primeiros passos, duas marcas operarão seu retorno ao calendário oficial, enquanto novos diretores artísticos são aguardados com suas arrancadas à frente de grandes grifes. A exemplo de John Galliano na Maison Margiela, que retorna pela primeira vez às passarelas parisienses há quase quatro anos, depois da sua retumbante demissão da Dior.

Louis Vuitton primavera-verão 2015/16 - (Photo: PixelFormula)


O desfile da primeira coleção de prêt-à-porter Maison Margiela assinada pelo criativo inglês marcará um dos pontos altos da semana. Depois de um grande sucesso alcançado a 12 de janeiro em Londres com o desfile de alta-costura, a expectativa é grande por parte do público parisiense. A coleção masculina da Maison Margiela, apresentada na capital em janeiro passado, foi na verdade desenhada por uma equipe interna, e não pelo ex-costureiro da Christian Dior, que chegou à Margiela há apenas quatro meses.
 
Os olhares também estarão voltados para Guillaume Henry, que vai apresentar seu primeiro espetáculo para Nina Ricci, no sábado, 7 de março, assim como para Nadège Vanhee Cybulski, que debuta na Hermès. O desfile da grife de artigos de couro não decorrerá no fechamento da semana como ocorrido durante a temporada passada, mas na segunda-feira, 9 de março. Vale ressaltar também Adam Andrascik, que acaba de chegar à Guy Laroche. Este criador, já na casa dos trinta, pouco conhecido do grande público, faz parte da vanguarda britânica. Ele revelará sua primeira coleção para Guy Laroche no dia 4 de março.

Por outro lado, dois nomes reintegram o calendário parisiense, nesta temporada, como aponta a Câmara Sindical do Prêt-à-Porter dos Costureiros e dos Criadores de Moda: na quinta-feira, dia 5 de março, Paco Rabanne, grife reassumida pelo Bretão Julien Dossena, e na segunda-feira, 9 de março, o designer belga Lutz Huelle.
 
Mais de 5.000 visitantes são aguardados em Paris para esta edição que conta com 92 desfiles previstos, contra 93 em setembro de 2014, aos quais se juntam uma dezena de espetáculos fora do calendário e várias apresentações. As festividades decorrerão no Palais de Tokyo, centro nevrálgico da Semana parisiense, com 18 desfiles, assim como em outros locais emblemáticos da capital, como o Grand Palais, o Palais des Beaux-Arts, o Espace Ephémère Tuileries, o Hôtel Salomon de Rothschild, o Institut du Monde Arabe, o Hôtel de Ville de Paris, a Mairie du 4º distrito, etc.

Simon Jacquemus é um dos jovens criadores mais acompanhados da semana parisiense - (Photo: PixelFormula)


A Semana de Moda parisiense confere uma certa importância aos talentos promissores e aos novos nomes. Assim, ao lado de jovens criadores, que já se tornaram incontornáveis para alguns, como a Francesa Christine Phung, o Belga Anthony Vaccarello ou ainda Jacquemus, autodidata de 25 anos de um sucesso que só faz crescer, encontraremos durante a jornada inaugural, esta terça, o Japonês Anrealage, que integrou o calendário em setembro último, assim como o indiano Rahul Mishra, previsto para a quarta-feira, 11 de março. Por outro lado, a marca street e de luxo nova-iorquina Hood By Air saiu do calendário parisiense, depois do seu primeiro ensaio em setembro passado.

Poderemos conhecer, também, neste primeiro dia, duas jovens marcas: Each X Other, a grife nascida em 2012 do encontro entre o designer de moda Ilan Delouis e Jenny Mannerheim, diretora artística e dona de galeria de arte, que propõe um vestuário comum para homem e mulher e que se distingue por seu estilo andrógino contemporâneo.
 
Outra novidade neste dia, a estilista dinamarquesa Anne Sofie Madsen, que começou a trabalhar sob a égide de John Galliano e de Alexander McQueen. Ela lançou sua própria marca em 2011, que debutou nas passarelas londrinas no ano passado, depois na Fashion Week de Copenhague, para aterrissar por fim em Paris.
 
Os dois outros estilistas a dar seus primeiros passos no calendário são Esteban Cortazar, na segunda-feira, 9 de março, e Vanessa Seward, na terça-feira, 10 de março. Jovem prodígio, o anglo-colombiano Esteban Cortazar fez-se notar primeiro nos Estados Unidos, na Fashion Week de Miami e de Nova York, com apenas 18 anos de idade, depois na Europa, onde ele assumiu a direção artística da Ungaro entre 2007 e 2009, antes de relançar sua própria marca de Paris, onde está instalado desde 2012. Quanto a Vanessa Seward, ela foi diretora artística da Azzaro de 2002 a 2011 e lançou sua própria marca no ano passado com a ajuda da APC.

Um look da estilista dinamarquesa Anne Sofie Madsen, que debuta em Paris esta terça-feira.

Na quarta-feira, 4 de março, será a vez, entre outras, de Cédric Charlier, Dries van Noten, Alexis Mabille, Rochas e Vionnet, seguidas na quinta-feira (05) da Balmain, Carven, Rick Owens e Lanvin, ao passo que, entre as grifes pesos pesados, Christian Dior desfilará na sexta-feira, Mugler, Elie Saab e Nina Ricci, sábado, Céline, Ungaro e Givenchy, no domingo, Hermès e Saint Laurent, na segunda-feira, Chanel e Valentino, terça-feira, Vuitton e Miu Miu no último dia, quarta-feira, 11 de março.
 
Não figuram mais no calendário notadamente Jean Paul Gaultier, que se despediu do prêt-à-porter em setembro, bem como Victor&Rolf, uma vez que as duas grifes decidiram se concentrar na alta-costura. Também está ausente Maxime Simoëns, que oficializou em janeiro sua separação com sua acionista LVMH. A grife anunciou na ocasião que quer dar uma pausa no desenvolvimento da sua marca.

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.