×
Por
Terra
Publicado em
19 de jan. de 2012
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Fashion Business comemora sucesso

Por
Terra
Publicado em
19 de jan. de 2012

A diretora-geral Eloysa Simão afirmou, ao fazer uma avaliação do evento que a 19ª edição do Senac Rio Fashion Business (FB) foi "muito boa". Segundo ela, houve um crescimento de 9,2% nas vendas, na comparação com edição primavera-verão, o que estava dentro do esperado para este outono-inverno.


Eloysa Simão é diretora-geral do evento carioca - Foto: Mauricio Melo/AgNews

"Todas as marcas disseram que as vendas cresceram", comemorou. De acordo com Eloysa, um dos grandes grupos do evento, que envolve as grifes Sacada, Oh, Boy! e Addict, registrou número recorde de novos clientes. "Os participantes precisam ter essa perspectiva de mais compradores", disse. Ao todo, esta edição vendeu R$ 830 milhões.

A marca carioca Afghan, por exemplo, teve mais de 240 atendimentos nos dois primeiros dias de evento, 50 a mais que na edição primavera-verão. Já a cearense Cholet vendeu 42 mil peças, 40% a mais que na temporada anterior. O sucesso também atingiu a Maria Filó, que abriu novas frentes em Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Bahia, Espírito Santo, Goiás e até no Amapá. Sacada, Oh,Boy! e Addict registraram média de crescimento de 20% também em relação à última edição, assim como a Cavendish.

Sobre a mudança da Marina da Glória para o Jockey Club, Eloysa Simão afirmou que as pessoas gostaram bastante: "é um lugar muito lindo". A diretora negou que tenha havido reclamações sobre a distância com o outro evento da semana de moda carioca, o Fashion Rio. "É muito difícil dois eventos tão grandes ficarem juntos. Além disso, são públicos diferentes".

E este perfil não será mudado. "Recebemos aqui 20 mil compradores. A maioria não quer nem ir aos desfiles (que acontecem no próprio FB). É um evento voltado para os profissionais do setor, que pretende fortalecer o calendário de negócios", segundo Eloysa. Por isso, ela considera que o número de desfiles - 15 nesta edição - não deve aumentar para a próxima.

Mas outras coisas podem mudar no 20º Fashion Business. Segundo Eloysa, a ideia é criar salões segmentados, como de de jeans e moda infanto-juvenil, além de fortalecer a parte de moda masculina. O número de expositores, que foi de cerca de 300 nesta semana, no entanto, deve se manter. "Não temos como receber muito mais do que isso, no máximo 350", concluiu ela.

Ticiana Giehl

Copyright © 2021 Terra. Todos os direitos reservados.