×
749
Fashion Jobs
keyboard_arrow_left
keyboard_arrow_right

Farfetch: em 2019 aceleradora foca-se na sustentabilidade e acrescenta Stella McCartney

Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
today 8 de fev de 2019
Tempo de leitura
access_time 2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Stella McCartney junta-se ao programa de aceleração de tecnologia Dream Assembly da Farfetch e a Burberry também continua associada, depois de participar no ano passado.


A Farfetch está à procura de mais startups para a sua aceleradora tecnológica


No segundo ano do programa, a retalhista online de luxo abre as candidaturas a startups que ainda estejam no estágio inicial do seu desenvolvimento e tenham um forte foco social ou ambiental.
 
Stephanie Phair, diretora de estratégia da empresa, revelou que os candidatos não precisam de ter nenhuma ligação com a moda atualmente, mas precisam de ter conceitos tecnológicos que possam ser aplicados ao setor da moda, caso sejam mais desenvolvidos.

Assim como no programa inaugural, o processo de seleção dos participantes finais incluirá workshops e sessões individuais com especialistas da Farfetch e das empresas parceiras, além de sessões com mentores sobre temas como retalho online e logística.

No final, os escolhidos para passarem à próxima etapa serão capazes de se apresentarem a um painel e investidores externos para obter o financiamento necessário para levarem as suas ideias avante. E, no âmbito do Dream Assembly, as startups receberão 30 mil euros numa nota conversível da Farfetch para ajudar a cobrir custos e despesas operacionais.

Segundo Phair, a decisão de este ano se procurar especificamente a sustentabilidade deve-se ao facto de o grupo de 2018 se focar na "economia circular e no mercado secundário".
 
O perfil elevado da Farfetch e dos seus parceiros significa que a empresa atrai candidaturas de todo o mundo para o seu acelerador. No ano passado, a iniciativa selecionou 11 deles de nove países diferentes. Os selecionados incluíram a francesa Shopvious, que fornece certificados digitais baseados em blockchain; a nigeriana Fashpa, que conecta consumidores com marcas e lojas que vendem mercadorias sustentáveis; a canadiana Footsy, uma aplicação para dispositivos móveis que oferece calçado personalizado; a Upteam, uma especialista em carteiras de luxo em segunda de Hong Kong; e a Auverture, com sede na Holanda, que obtém belas joias de artistas e artesãos.

Os dois parceiros industriais são bem escolhidos e são nomes que vão ressoar especialmente devido ao tema da sustentabilidade este ano. McCartney é bem conhecida pelo seu apoio às questões ecológicas e a Burberry foi nomeada no ano passado como a principal marca de moda de luxo do Índice de Sustentabilidade Dow Jones, apesar da publicidade negativa em torno da sua estratégia (agora alterada) de destruir produtos não vendidos.
 
As inscrições estão abertas em dreamassembly.com e encerram no dia 3 de março.

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.