×
Por
Exclusivo
Publicado em
19 de dez. de 2012
Tempo de leitura
3 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Exportações de calçados voltaram a cair em novembro

Por
Exclusivo
Publicado em
19 de dez. de 2012


Depois de registrar recuperação em outubro, quando os embarques cresceram 24,7% com relação a setembro e 9% no comparativo com o mesmo mês do ano passado, as exportações brasileiras de calçados voltaram a cair no mês de novembro. Conforme dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), elaborados pela Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados), os embarques de mais de 9,7 milhões de pares geraram US$ 82,9 milhões em novembro, valor 15,8% inferior ao registrado no mesmo mês de 2011.

Com relação ao mês de outubro (US$ 110 milhões) a queda foi ainda maior, de 24,8%. No acumulado dos 11 meses do ano foram exportados o equivalente a US$ 994,7 milhões, 15,4% menos do que registrado em 2011 (US$ 1,17 bilhão). Em pares, porém, o valor é mais próximo, 9,7 milhões em novembro deste ano contra 10,6 milhões no mesmo mês do ano passado. No acumulado o resultado é quase o mesmo, 101,71 milhões ante 101,74 milhões, o que aponta para uma queda de valor agregado no produto exportado. O preço médio do par embarcado no período caiu mais de 15% (US$ 11,56 para US$ 9,78).

O diretor-executivo da Abicalçados, Heitor Klein, lamenta a repetição de um problema corrente: o câmbio.  “O produtor nacional tem uma dificuldade enorme na formação de preço”.  Segundo ele, “conforme já era previsto, apesar do suspiro de outubro, as exportações voltaram a cair, queda que deve se intensificar em dezembro”.

IMPORTAÇÕES
Por outro lado, as importações seguem em alta. No mês de novembro foi importado o equivalente a US$ 38,2 milhões. No acumulado do ano as importações já aumentaram 15,6% (US$ 409,9 milhões para US$ 473,7 milhões). As origens dos produtos seguem sendo Vietnã (US$ 274,5 milhões no acumulado), Indonésia (US$ 102,5 milhões) e China (US$ 101,2 milhões). Esses países aumentaram suas compras em 47,4%; 10,8%; e 4,6%; respectivamente.

ESTADOS
Apesar da queda de mais de 33,7% no faturamento com exportações no período de janeiro a novembro deste ano, o Rio Grande do Sul segue como o maior exportador brasileiro. No acumulado deste ano os gaúchos embarcaram o equivalente a US$ 346,1 milhões ante os mais de US$ 522,1 milhões registrados em 2011. O Ceará é o segundo Estado do ranking, com US$ 288,5 milhões em exportações, 8,8% menos do que no ano passado. São Paulo, que acumula queda de 4,1% no ano, registrou US$ 111,9 milhões. O quarto colocado é a Paraíba, único Estado com resultados positivos entre os principais exportadores brasileiros. Os paraibanos embarcaram o equivalente a US$ 100,3 milhões, 31,1% mais do que em 2011.

DESTINOS
Os Estados Unidos seguem sendo o principal destino do calçado verde-amarelo. Apesar de já acumular uma queda de 16,2% nas suas compras, os norte-americanos gastaram mais de US$ 180,1 milhões em calçados brasileiros no acumulado do ano. Apesar das barreiras impostas na demora de liberação das licenças para importação, a Argentina segue sendo o segundo destino do calçado nacional. No acumulado do ano, os argentinos gastaram mais de US$ 132,3 milhões com produtos brasileiros, 29,8% menos do que em 2011.

A França, que até pouco tempo não figurava no ranking dos principais compradores, é o terceiro principal destino. Os franceses compraram, no período, o equivalente a US$ 63,6 milhões, 17,5% a mais do que no ano passado. O ranking segue com Bolívia (US$ 42,8 milhões), Paraguai (US$ 42,8 milhões) e Reino Unido (US$ 36,2 milhões).

Copyright © 2022 Exclusivo On Line. Todos os diretos Reservados.