×
Publicado em
17 de jan. de 2019
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Exportações de calçados caíram mais de 10% em 2018

Publicado em
17 de jan. de 2019

O ano de 2018 não foi muito bom para a indústria calçadista brasileira. Os dados de exportações comprovam que as exportações caíram 10,8% no volume e 10,5% em receita se comparadas a 2017. De acordo com a Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados), 113,47 milhões de pares foram enviados para o exterior por US$ 976 milhões. 


Ao todo, 113,47 milhões de pares de calçados embarcaram para o exterior em 2018 - Foto: Duong Tran Quoc - Unsplash



Segundo o presidente-executivo da Abicalçados, Heitor Klein, as bruscas oscilações cambiais, provocadas sobretudo pelas incertezas políticas do período eleitoral e pelo aumento dos juros nos Estados Unidos, prejudicaram os embarques ao longo do ano. Além disso, as paralisações dos caminhoneiros, em maio, e os altos custos de produção, foram outros fatores que prejudicaram o setor:

“A partir deste ano, porém, com um ambiente mais seguro para os agentes de exportação, devemos obter incrementos. Existe uma tendência, por conta a guerra comercial travada entre os Estados Unidos e China, de substituição das importações de calçados asiáticos naquele país”,  projeta ele, em nota.

A recuperação do mercado norte-americano, inclusive, já se fez sentir no último mês de 2018. O país foi o único dos três principais destinos estrangeiros do produto nacional a obter saldo positivo no mês 12 no comparativo com o último mês de 2017. No acumulado do ano, os Estados Unidos importaram 10,76 milhões de pares por US$ 166,78 milhões, quedas de 5% em pares e de 12,2% em dólares em relação a 2017.

A Argentina terminou o ano comprando 11,8 milhões de pares por US$ 139,38 milhões, sendo assim o segundo maior comprador, seguido pela França.
 
Em volume, o Ceará teve o melhor desempenho nas exportações, com 40,8 milhões de pares pela quantia de US$ 248,8 milhões. Com envio de 27,18 milhões de pares e a quantia de US$ 248 milhões, o Rio Grande do Sul encabeçou as exportações em receita. Em terceiro lugar, São Paulo exportou 7 milhões de pares, somando US$ 103,7 milhões. 
 
Já as importações de calçados apresentaram um quadro diferente, com alta no fluxo, entrando 26,6 milhões de pares por US$ 347,55 milhões, aumento de 11,8% em volume e de 2,2% em receita em comparação a 2017.
O maior volume de peças vem do Vietnã (com 12 milhões de pares por US$ 192,48 milhões), da Indonésia (4,4 milhões de pares por US$ 192,48 milhões) e da China (7,4 milhões de pares por US$ 36 milhões).
 
Em novembro de 2018, a Abicalçados realizou uma ação para impulsionar as relações entre empresas do ramo calçadista brasileiro e grandes executivos do varejo internacional. Com a ação, chamada de Comprador VIP, mais de 100 mil dólares foram gerados para os calçadistas brasileiros.
 

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.