Espaço no Rio aposta no conceito de cowedding para atender a noivas e noivos

Com mais de dez anos de experiência produzindo roupas para festas, a estilista Maíra Martins resolveu abrir um espaço que reunisse fornecedores de casamentos em um só lugar, para otimizar o tempo dos noivos. Em junho do ano passado, na contramão da crise, o espaço Marry Spot foi inaugurado, em Botafogo, na Zona Sul do Rio. Em entrevista ao Fashion Network, Maíra conta os detalhes do negócio, pioneiro no conceito de cowedding.


Marry Spot reúne marcas consagradas e novos talentos, com exposição de produtos, serviços e desfiles - Divulgação

FASHION NETWORK: Como você teve a ideia de criar esse espaço?

MAÍRA MARTINS: A ideia surgiu por meio da própria procura das noivas no Ateliê Mairoca, minha marca de daminhas e pajens, e também da minha experiência como noiva. Eu me casei no mesmo período em que estava abrindo o ateliê. Eu estava começando a ter muita demanda no trabalho, bastante sobrecarregada, e, ao mesmo tempo, precisava visitar vários fornecedores do meu casamento, cada um em um bairro diferente. E isso começou a me atrapalhar muito. Normalmente, as noivas têm o sábado livre, mas como eu já trabalhava com casamentos, geralmente, eu só tinha o domingo de folga. Era uma correria enorme, e eu tinha que desmarcar compromisso de trabalho para ver sapato, ver docinho, ver grinalda. Ao mesmo tempo, no ateliê, eu ouvia as noivas reclamarem da mesma coisa. Assim surgiu a ideia de reunir tudo num espaço só para facilitar a vida da noiva, trazer essa praticidade para elas, com um super controle de qualidade e com a minha curadoria.

Como as marcas são escolhidas para fazer parte da Marry Spot?
MAÍRA MARTINS: Sempre admirei alguns estilistas de São Paulo e de Minas Gerais, como Lucas Anderi e Emanuelle Junqueira. Sempre tive o sonho de ter a Emanuelle Junqueira aqui no Rio de Janeiro. Eu tenho uma prima que se casou com um vestido assinado por ela porque era um sonho e ela teve que parar o trabalho dela e ir a São Paulo fazer três, quatro provas de roupa, e eu acompanhei muito esse processo. Portanto, essa ideia de trazer estilistas renomados para o Rio de Janeiro veio da minha admiração por esses profissionais. Por outro lado, eu queria também ajudar novos talentos, porque quando abri o Ateliê Mairoca tive muita dificuldade de entrar no mercado sozinha, sem ajuda, sendo uma marca desconhecida. Então, eu também quis ter um espaço para ajudar os novos estilistas talentosos e que não tinham como vender no Rio de Janeiro para uma grande multimarca ou que não podiam abrir uma loja aqui no Rio.
Então fui selecionando essas marcas, trouxe outras que eu já admirava, como a Gabriela Rahal, com quem estudei em Milão. Fiz uma curadoria selecionada focando em diversidade de estilos e preços, mantendo como ponto de partida uma qualidade impecável Tem marcas de diferentes personalidades: uma mais romântica, outra mais ousada, outra mais conceitual. 


Maíra Martins (de azul) em meio a alguns dos vestidos da Marry Spot - Adriana Oliveira / Divulgação


Há uma procura maior por roupas feitas sob medida ou peças já prontas?
MAÍRA MARTINS: A procura é praticamente igual. A gente está fazendo muito sucesso na parte de atendimento de roupa sob medida. Os estilistas vêm de outros estados fazer atendimentos pessoalmente aqui - e isso está dando muito certo. Mas os modelos prontos que temos na loja, por serem super selecionados e com mix grande de preço e estilos, também tem bastante saída. 

A crise impactou o mercado de noivas?
MAÍRA MARTINS: A crise impactou um pouco sim. Eu inaugurei numa época ingrata, era perto da Copa do Mundo. Mas senti um impacto sim, não na redução dos casamentos, mas no budget, o valor total que as noivas estão dispostas a pagar. O número de casamentos não diminuiu, mas algumas noivas estão reduzindo o custo final que elas vão ter e estão cortando algumas coisas, como por exemplo, estão fazendo menos lembrancinhas. 

Por que a escolha de Botafogo para abrigar este espaço?
MAÍRA MARTINS: Botafogo é um bairro jovem e moderno. Fiz uma pesquisa e percebi que tinha a cara da noiva Marry Spot, jovem, antenada, independente, prática.

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

CasamentoNegócios
ASSINE A NOSSA NEWSLETTER