×
861
Fashion Jobs
CAEDU
Gerente de Grupo Produto - Infantil
Efetivo - CLT · São Paulo
CAEDU
Supervisor de Vendas - Barueri
Efetivo - CLT · Barueri
STUDIO Z
Coordenador de Planejamento Comercial
Efetivo - CLT · FLORIANÓPOLIS
GRUPO MEIA SOLA
Gerente de Marketing
Efetivo - CLT · FORTALEZA
GRUPO BOTICARIO
Executivo de Vendas ii (São Paulo)
Efetivo - CLT · São Paulo
LULITEX COM IMP EXP LTDA
Auxiliar Comercial
Efetivo - CLT · SÃO PAULO
GRUPO LUNELLI
Analista de Gestão de Pessoas Pleno - Treinamento e Desenvolvimento
Efetivo - CLT · Guaramirim
GRUPO LUNELLI
Analista de Gestão de Pessoas - Assistente Social
Efetivo - CLT · Guaramirim
GRUPO BOTICARIO
Supervisor(a) de Lojas - Quem Disse, Berenice?
Efetivo - CLT · Belo Horizonte
CAMICADO
Supervisor de Vendas e Operação de Loja - Brasília
Efetivo - CLT · Brasília
RENNER
Encarregado de Logistica E-Commerce
Efetivo - CLT · Rio de Janeiro
GRUPO BOTICARIO
Supervisor(a) de Lojas - o Boticário
Efetivo - CLT · Belo Horizonte
GRUPO BOTICARIO
Product Owner E-Comm
Efetivo - CLT · Curitiba
IBRANDS
Líder de Logística
Efetivo - CLT · SÃO PAULO
GRUPO BOTICARIO
Analista Gestão de Riscos Csc pl
Efetivo - CLT · Curitiba
AVON
Comprador Sênior
Efetivo - CLT · São Paulo
AVON
Comprador Sênior
Efetivo - CLT · São Paulo
RENNER
Supervisor de Vendas| Sobral Shopping - ce
Efetivo - CLT · Sobral
RENNER
Supervisor de Vendas | Rio Verde
Efetivo - CLT · Rio Verde
RENNER
Supervisor de Vendas| Imperial Shopping - Imperatriz ma
Efetivo - CLT · Imperatriz
RENNER
Supervisor de Vendas| Shopping Golden Calhau - São Luís
Efetivo - CLT · São Luís
RENNER
Supervisor de Vendas| São Luís Shopping
Efetivo - CLT · São Luís

Empresas com Gap Inc. querem usar a água com mais sabedoria

Por
Reuters
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
today 29 de ago de 2019
Tempo de leitura
access_time 2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Vestir calças jeans pode tem um custo além do preço, uma vez que bilhões de toneladas de água são usadas globalmente a cada ano para fabricar estes e outros bens de consumo.



Com o crescimento populacional e as mudanças climáticas tornando a água um recurso cada vez mais escasso e precioso, usá-la com sabedoria é agora a chave para manter uma empresa lucrativa. Desde o cultivo de algodão para têxteis até à fabricação de bebidas e a garantia de água suficiente para os consumidores, o uso eficiente da água está no topo da agenda, disseram representantes de marcas populares durante os eventos de abertura da Semana Mundial da Água, em Estocolmo.

"A Gap Inc. enxerga a água como um direito humano", explicou Lisa Hook, que trabalha com inovação sustentável para a Gap Inc., à Thomson Reuters Foundation. "Não podemos fazer negócios onde não há água”. O algodão é uma safra com sede e é necessário cerca de mil litros de água para fazer um par de jeans, diz Hook. A indústria global de vestuário também contribui com cerca de 20% da poluição de fontes de água doce ao redor do mundo com suas lavanderias, usinas e outras instalações, acrescenta ela.

Muitas empresas agora operam em regiões que enfrentam alto estresse hídrico, como Índia, Vietnã e Califórnia, disseram os representantes das empresas. Até 2025, metade da população mundial estará vivendo em áreas com falta de água, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). O crescimento populacional, a mudança climática, a expansão econômica e agrícola e o desmatamento estão colocando maiores pressões sobre o suprimento limitado de água do mundo, dizem os cientistas.

Para a empresa sueca de móveis Ikea, a escolha do consumidor também é uma motivação importante para melhorar as práticas de água. "Há uma clara demanda dos clientes" por produtos mais ecológicos, diz Kajsa-Stina Kalin, líder de "vida saudável e sustentável” da Ikea. Segundo ela, “a verdade é que a mudança climática não é mais uma ameaça distante” e “como uma grande marca global, sabemos que somos parte do problema, mas realmente queremos fazer parte da solução”.

A empresa, que teve um bilhão de visitas às suas lojas distribuídas em 52 países no ano passado, tem como objetivo reduzir e reutilizar a água em todas as suas operações em uma tentativa de atrair clientes ambientalmente conscientes. "Sabemos que as pessoas estão optando cada vez mais por não fazer compras em empresas e marcas que não têm um trabalho ativo de sustentabilidade", diz Kalin.

© Thomson Reuters 2019 Todos os direitos reservados.