×
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
24 de set. de 2021
Tempo de leitura
4 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Emporio Armani celebra 40.º aniversário com os seus clássicos

Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
24 de set. de 2021

O momento-chave da moda da Milano Fashion Week, até agora, foi o desfile Emporio Armani na quinta-feira (23 de setembro). A marca que comemora 40 anos apresentou uma coleção rica e variada que foi seguida por uma retrospectiva da marca no espaço Armani Silos, também em Milão.
 

Emporio Armani



A Emporio Armani celebrou assim o seu 40.º aniversário, na quinta-feira, com um desfile para a  primavera-verão 2022 repleto de ideias e, em simultâneo, com uma exposição retrospectiva no espaço de arte da moda em Milão dedicado ao estilo Armani, na altura determinante da Milano Fashion Week.


Emporio Armani primavera-verão 2022 - Milão - Emporio Armani


A exposição continha múltiplas referências aos códigos Emporio – desde as não-cores até à alfaiataria desconstruída – mas havia muitas novidades em termos de drapeamento sucinto e sofisticado e uma paleta fresca e macia de tonalidades neon.
 
Num gesto generoso, Armani saudou os principais designers da Emporio, a sua sobrinha Silvana – que partilha a linha congênita do maxilar afiado e os olhos penetrantes de Giorgio – e o seu braço direito Leo dell'Orco.

Enormes aplausos inundaram o auditório desenhado por Tadao Ando, embora o estrito espaçamento social significasse que mal havia um terço da audiência habitual de 700 espectadores.
 
"Para ser honesto, quando vi estes jovens modelos com um look tão bom como se estivessem prestes a pisar na passarela, fiquei orgulhoso", disse Armani a uma dúzia de repórteres da televisão italiana, que se amontoaram à sua volta após o primeiro de dois programas.
 
O "rei Giorgio" abriu o evento com ternos alegres e casacos de lã finos para as mulheres, e casacos de lã em retalhos para os homens. Os seus casacos de linho eram apertados e as calças pesadas apresentavam-se lânguidas e cortadas no tornozelo.
 
O genialidade por trás do Emporio é que esta marca inventou um método pelo qual a geração mais jovem podia ganhar conhecimento da moda de estilistas e apreciá-la; tudo a preços democráticos. E esta coleção não foi exceção.
 
Armani cortou impecáveis vestidos de noite em chiffon impecáveis nas suas não cores de cimento e líquen; e deslumbrados com vestidos de divindade grega roxos e turquesa em shantung e com rufos laminados, cortados bem acima da coxa. Rompendo um novo terreno, mostrou seda com belas impressões de mapas antigos, pétalas asiáticas e tatuagens.


Emporio Armani primavera-verão 2022 - Milão - Emporio Armani


Olhando para trás, lembrou-se de como surgiu com o logotipo do Emporio, depois do seu sócio fundador, o falecido Sergio Galeotti, lhe telefonar a pedir que lhe arranjasse um "Lacoste", referindo-se ao logotipo de crocodilo da marca francesa. A resposta de Armani foi concebida com a famosa águia Emporio, "porque voa alto no céu sem fronteiras". 
 
Após o desfile, o designer inaugurou uma retrospectiva habilmente organizada da sua criação Emporio, intitulada "The Way We Are" (O Nosso Modo de Ser), com dezenas de trajes selecionados de todas as quatro décadas encenadas dentro do Armani Silos, o seu próprio espaço museológico pessoal.
 
Enchem as paredes, campanhas de grandes fotógrafos como Nan Goldin, Michel Comte, Aldo Fallai, Gilbert & George, Steven Klein, David LaChapelle, Peter Lindbergh, Roxanne Lowit, Steven Meisel e Max Vadukul.
 
Bancos de imagens recordaram todos os famosos embaixadores do modelo esportivo Emporio – o brasileiro Cristiano Roland, o português Cristiano Ronaldo, o inglês David Beckham, o espanhol Rafael Nadal. A propósito, a gigantesca insígnia Emporio Armani que saúda todos os viajantes quando aterram no aeroporto de Milão Linate, continua ainda hoje a ser o anúncio mais marcante da moda italiana em qualquer lugar.
 
Nada mal, para um jovem estudante de Medicina que desistiu da faculdade e que trabalhou arduamente como vitrinista, antes de criar a marca italiana mais famosa do último meio século.
 

Etro: paisley e hip-hop para as novas peças



É sempre uma boa ideia trabalhar arduamente quando há um novo chefe na cidade. Vimos isso na quinta-feira (23) com Veronica Etro, que fez uma forte apresentação de moda no seu primeiro desfile desde que o fundo de private equity L Catterton assumiu o controle da marca italiana.


Etro primavera-verão 2022 - Milão - Etro


Apresentada no interior de um cavernoso hangar a sul de Milão, a coleção mostrava todos os estilos de assinatura Etro: paisleys vistosos; tecidos marmorizados; alfaiataria perfeita.
 
Embora na coleção desta estação, Veronica Etro tenha acrescentado um toque de hip-hop, com calças de prisão gigantes, tops metálicos e bonés de golfe com padrões de paisley. E para momentos de rapper no tapete vermelho: enormes calças jeans bordadas com motivos de caxemira cintilante.
  
Uma cor primária foi melhor exemplificada pela camisa de couro com estampado de mostarda amarelo paisley, usada sobre calças combinando;  top esportivo e sacola dobrável. Tudo coordenado com vestidos e leggings de seda bem combinados. Embora com abundância de alfaiataria à medida: blusões clássicos brancos ou casacos cru Nehru.


Etro primavera-verão 2022 - Milão - Etro


Como todos em Milão, a designer é obcecada por cunhas: as dela são atadas com tiras douradas. Além disso, Veronica mostrou alguns dos visuais do momento, tais como o atrevido soutien de crochê dos Himalaias – o que foi usado com brincos pendurados ou faixas no antebraço, em modelos cujos rostos foram salpicados com micro-pérolas.
 
No entanto, a razão pela qual decidiu terminar o desfile no seu clímax com uma exibição ensurdecedora de uma dúzia de tambores batendo furiosamente os barris de petróleo foi difícil de compreender. O resultado foi que todos abandonaram imediatamente a passarela às pressas.

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.