×
751
Fashion Jobs
keyboard_arrow_left
keyboard_arrow_right

E-commerce nos EUA deve fechar 2017 com crescimento de 14%

Publicado em
today 27 de nov de 2017
Tempo de leitura
access_time 2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

O imenso e-commerce nos EUA mostra que está atingindo seu ponto de maturidade, com crescimento mais moderado ano após ano. Mesmo crescendo menos que em 2016 e 2015, o segmento na maior economia do mundo sustenta o crescimento de dois dígitos (13,8%) e atingirá, ao fim de 2017, 107,4 bilhões de dólares em vendas. Os números são do Adobe Digital Insights.

Faturamento do e-commerce nos EUA em bilhões de dólares e a taxa de crescimento anual


Em comparação, o e-commerce brasileiro faturou R$ 44,4 bilhões em 2016 e deve crescer 12% ao fim deste ano, atingindo os R$ 50 bilhões. Os dados são da Ebit.  O crescimento acompanha o aumento no acesso a smartphones e também à consolidação da cultura da Black Friday no Brasil.

Nos Estados Unidos, a Cyber Monday, que acontece na segunda posterior à Black Friday, vem ocupando o lugar de data do comércio online que mais cresce em número de vendas. A expectativa é de faturamento de 6,6 bilhões de dólares ao fim da próxima segunda, um crescimento de 16,5%, pouco maior que os 16,4% de alta esperada para a Black Friday americana.

Esta sexta-feira deve movimentar nas lojas online dos Estados Unidos, um total de 19,7 bilhões de dólares, segundo o Adobe Digital Insights, maior que o esperado para o Brasil (15%). O faturamento da Black Friday brasileira será de R$ 2,19 bilhões, segundo estimativa da Ebit.


Os grandes varejistas aumentaram suas receitas no comércio virtual nos Estados Unidos duas vezes mais rápido que outros varejistas no primeiro semestre de 2017, de acordo com a análise da Adobe. Isso credencia o setor a ser também o campeão em vendas online ao final da temporada de festas de fim de ano.

O aumento da participação das vendas online no total do faturamento e do número de vendas das grandes lojas acompanha a tendência de migração das grandes redes dos shoppings físicos para os e-commerce. Segundo o Credit Suisse, até 2022, 25% dos shoppings centers dos EUA devem fechar.

Fonte: Novarejo

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.