×
Publicado em
9 de jun de 2020
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

E-commerce brasileiro de moda cresce 95,27% durante pandemia

Publicado em
9 de jun de 2020

Com as lojas físicas fechadas devido ao avanço da pandemia de Covid-19, o e-commerce disparou no mundo todo. No Brasil não foi diferente. Segundo um estudo publicado na segunda-feira (8) pela Conversion, consultoria de performance & SEO, que analisou as 50 principais lojas online do Brasil, em maio, estas registraram 1 bilhão de visitas e um crescimento médio de 51% na sua audiência em relação a fevereiro, período anterior à pandemia. 


Com as lojas físicas fechadas, o e-commerce brasileiro cresceu 51% durante a pandemia


Os setores que mais se beneficiaram foram Eletrônicos, Moda e Casa & Móveis, com crescimento de +136,72%, +95,27%, e +85,39%, respectivamente. O setor de Cosméticos também registrou crescimento, com +40,80%.

“As pessoas estão mais em casa e começaram investindo em itens essenciais ou que não puderam ser comprados no varejo tradicional, que se encontra fechado”, afirma Diego Ivo, CEO da Conversion. “A pandemia acelerou fortemente o e-commerce e vai criar uma nova corrida pelas vendas online entre as empresas”, prevê Ivo.

Dentre os 50 sites de e-comerce analisados pela Conversion, os que tiveram maior número de acessos no mês de maio foram: MercadoLivre, em primeiro lugar, com 253,147 milhões, Americanas, em segundo, com 139,644 milhões, e Amazon, em terceiro, com 85,810 milhões. 

No setor de Moda, a Dafiti foi a loja mais acessada, com 17,760 milhões de acessos, seguida pela Riachuelo, com 12,110 milhões, e pela Zattini, com 9,788. Ainda marcaram presença no ranking: Lojas Renner, com 8,966 milhões de acessos no mês de maio; Marisa, com 8,259 milhões; C&A, com 8,134 milhões; e Decathlon, com 2,574 milhões.

No setor de cosméticos, a Natura foi a loja mais acessada, com 11,580 milhões, seguida por O Boticário, em segundo lugar, com 8,633 milhões, e Avon, em terceiro, com 8,274 milhões de acessos.

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.