×
848
Fashion Jobs
CAEDU
Gerente de Grupo Produto - Infantil
Efetivo - CLT · São Paulo
CAEDU
Supervisor de Vendas - Barueri
Efetivo - CLT · Barueri
STUDIO Z
Coordenador de Planejamento Comercial
Efetivo - CLT · FLORIANÓPOLIS
GRUPO MEIA SOLA
Gerente de Marketing
Efetivo - CLT · FORTALEZA
GRUPO BOTICARIO
Executivo de Vendas ii (São Paulo)
Efetivo - CLT · São Paulo
LULITEX COM IMP EXP LTDA
Auxiliar Comercial
Efetivo - CLT · SÃO PAULO
GRUPO LUNELLI
Analista de Gestão de Pessoas Pleno - Treinamento e Desenvolvimento
Efetivo - CLT · Guaramirim
GRUPO LUNELLI
Analista de Gestão de Pessoas - Assistente Social
Efetivo - CLT · Guaramirim
GRUPO BOTICARIO
Supervisor(a) de Lojas - Quem Disse, Berenice?
Efetivo - CLT · Belo Horizonte
CAMICADO
Supervisor de Vendas e Operação de Loja - Brasília
Efetivo - CLT · Brasília
RENNER
Encarregado de Logistica E-Commerce
Efetivo - CLT · Rio de Janeiro
GRUPO BOTICARIO
Supervisor(a) de Lojas - o Boticário
Efetivo - CLT · Belo Horizonte
GRUPO BOTICARIO
Product Owner E-Comm
Efetivo - CLT · Curitiba
IBRANDS
Líder de Logística
Efetivo - CLT · SÃO PAULO
GRUPO BOTICARIO
Analista Gestão de Riscos Csc pl
Efetivo - CLT · Curitiba
AVON
Comprador Sênior
Efetivo - CLT · São Paulo
AVON
Comprador Sênior
Efetivo - CLT · São Paulo
RENNER
Supervisor de Vendas| Sobral Shopping - ce
Efetivo - CLT · Sobral
RENNER
Supervisor de Vendas | Rio Verde
Efetivo - CLT · Rio Verde
RENNER
Supervisor de Vendas| Imperial Shopping - Imperatriz ma
Efetivo - CLT · Imperatriz
RENNER
Supervisor de Vendas| Shopping Golden Calhau - São Luís
Efetivo - CLT · São Luís
RENNER
Supervisor de Vendas| São Luís Shopping
Efetivo - CLT · São Luís

Duloren registra 28% de crescimento em 2018

Publicado em
today 12 de dez de 2018
Tempo de leitura
access_time 3 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Fundada há 55 anos, a Duloren é uma das maiores referências no segmento de lingerie no Brasil, apostando em tecidos altamente tecnológicos com desenhos, rendas e elásticos exclusivos, além de tinturaria própria e fabricação dos seus insumos na sua unidade têxtil. Com fábricas em Queimados e em Vigário Geral, no estado do Rio, a empresa, que tem ainda a marca Femmina,  hoje gera mais de 2 mil empregos diretos e produz cerca de 1,2 milhão de peças por mês. São fabricados, por mês, 170 toneladas de tecidos, rendas, fitas elásticas, colchetes e todos os seus acabamentos.


Duloren: marca vem apostando no e-commerce - Divulgação



Reconhecida também por ser inovadora em termos de estratégia de mercado, a Duloren tem investido pesado em seu e-commerce. Aberto apenas há três anos, o canal hoje já é  responsável por mais de 5% do faturamento. E apesar da crise, a Duloren como um todo fechou o ano com um crescimento de 28% em 2018. O Fashion Network conversou com Patrick Marco Argalji, diretor de canais digitais, sobre as apostas da marca para 2019. Confira a seguir:

FASHION NETWORK: Vocês tiveram um crescimento de 28% este ano. A que vocês creditam este crescimento?


Patrick Argalji: Alguns consumidores ainda não sabem que vendemos online, portanto, ainda estamos construindo essa base de clientes online da marca. O nosso site teve uma remodelação no início do ano, deixamos ele mais eficiente em termos de performance, todo o processo de compra online também foi repensado para dar agilidade à consumidora. Além disso, todos os produtos ganharam novas fotos, de qualidade. Como a cliente não pode pegar na peça e ver ao vivo, temos que transmitir isso ao máximo no site.

Vocês dobraram o faturamento nesta black friday. Como conseguiram isso?

Patrick Argalji: Começamos o planejamento em setembro, quando decidimos quais seriam os produtos que teriam descontos. Também aumentamos nosso estoque e fizemos inventário. Tais processos internos foram primordiais para a evolução do desempenho. Sendo que este ano, não tivemos aumento de investindo em marketing. Com o mesmo orçamento, conseguimos um ROI muito maior.

Quais são as expectativas e metas para o ano que vem?

Patrick Argalji: Nossa expectativa é manter esse crescimento de 15-20%. Estamos procurando aumentar nossa linha de lingeries e buscar produtos auxiliares ao mercado de roupa íntima para justamente aumentar o ticket médio das compras.

Vocês reformularam bastante o e-commerce. Por que investir nesta plataforma? Não gera conflito de interesses com as revendedoras?

Patrick Argalji: O canal online está sendo usado também como meio de pesquisa de mercado. Lançamos coleções exclusivas para o canal online para ver se vai dar certo e cair no gosto das clientes para assim vendê-los para nossos representantes.

Sempre terá algum tipo de conflito, mas se você colocar na balança o que é mais significativo para marca, ter um e-commerce é extremamente valioso. É um canal que está 24 horas funcionando. Se nossa cliente quer comprar um Duloren, temos que oferecer todos as portas para essa compra. No início, quando aprestamos o projeto para o nossa força de venda, tivemos sim uma certa rejeição, pois a venda online era vista como ameaça. Mas nossa estratégia de nunca ser mais barato que nosso lojistas foi uma medida que adotamos para evitar competição. A ideia é que o canal online ajude nossas lojas físicas a vender mais na medida em que melhora melhora essa comunicado entre marca e cliente.


A Duloren vem apostando no crescimento do e-commerce - Divulgação


O que mudou no mercado de moda íntima no Brasil desde que vocês se lançaram no mercado? 

Patrick Argalji: Estamos vendo um mudança muito interessante nesse segmento, na verdade, no mundo da moda em si. A lingerie antes era vista com um peça íntima, e agora a lingerie virou um outwear, ou seja uma peça de roupa. Lançamos seis bodies, ano passado, e tivemos uma aceitação tão grande que já estamos em 22 modelos. Assim, ganhamos muito espaço dentro as lojas tradicionais de moda.

O perfil da consumidora também mudou neste tempo?  

Patrick Argalji: O perfil não mudou, o que mudou foram as novas situações e momentos que a mulher passou a usar sua lingerie. Essa nova linha de lingerie outwear, que fica à mostra, por exemplo, veio para ficar. 

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.