Dolce & Gabbana: rodeada de polémica, marca cancela desfile em Xangai

A Dolce & Gabbana está novamente no centro de uma controvérsia. Embora a marca italiana se preparasse para organizar, a 21 de novembro, um evento entre desfile e espetáculo em Xangai para consolidar a sua reputação naquele que já é um dos seus principais mercados, os resultados foram muito diferentes do esperado. Uma grande polémica eclodiu nas redes sociais chinesas nos dias que antecederam o espetáculo, ganhando tal dimensão que forçou a casa a cancelar o evento a poucas horas do seu início. 


Captura de ecrã do vídeo do "cannelloni", considerado ofensivo pelos internautas chineses - Dolce & Gabbana

O fogo foi ateado pelos vídeos virais publicados pela marca no início desta semana. Neles, é possível ver uma jovem chinesa a descobrir a gastronomia italiana, enquanto uma voz masculina multiplica insinuações, principalmente sobre o tamanho de um cannelloni. Os filmes desencadearam imediatamente a fúria dos internautas, que acusaram a marca de racismo e sexismo, repudiando a visão da Dolce & Gabbana em relação à mulher e à cultura chinesa.

Com a pressão já colocada sobre a marca, o clima de tensão atingiu o auge quando, em resposta, foram publicadas mensagens insultuosas na conta pessoal de Stefano Gabbana. Posteriormente, a casa italiana disse que o perfil de Gabbana havia sido "hackeado" e que o assunto está nas mãos do seu departamento jurídico.

Naturalmente, esta situação reforçou a controvérsia, levando a Dolce & Gabbana a cancelar o desfile-evento que se realizaria a 21 de novembro às 20 horas locais. A empresa italiana confirmou esta informação na rede local Weibo, mas, tentando atenuar a situação, evocou a decisão de "reprogramar" o espetáculo. Dominar as redes sociais apresenta-se como uma arte difícil, mas estratégica. Especialmente na China.

Traduzido por Estela Ataíde

Copyright © 2018 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Luxo - DiversosNa mídiaDesfiles
ASSINE A NOSSA NEWSLETTER