Dolce & Gabbana desfila pela primeira vez no México

A marca de luxo italiana Dolce & Gabbana anunciou que, a 18 de abril, apresentará pela primeira vez as suas coleções de Alta Moda, Alfaiataria e relojoaria no Museu Soumaya, na Cidade do México.


A modelo mexicana Mariana Zaragoza no desfile da Dolce & Gabbana em Milão para a temporada de outono-inverno 2018 - Pixel Fórmula

Segundo foi confirmado pela marca, o desfile da dupla Domenico Dolce e Stefano Gabbana na capital mexicana vai apresentar as coleções da marca de Alta Moda para mulheres, Alta Alfaiataria para homens e Alta Relojoaria para eles e para elas.
 
Embora esta notícia tenha grande relevância no mundo fashionista mexicano, é importante mencionar que o desfile da Dolce & Gabbana na Cidade do México não é fortuito. Em 2016, o país se posicionou como o mercado de luxo mais importante da América Latina, de acordo com a Euromonitor International, pelo que o desfile no Museu Soumaya parece ser o auge de uma forte e importante estratégia de marketing e posicionamento que a Dolce & Gabbana tem desenvolvido no país no último ano e meio, tanto no varejo como nas suas passarelas.
 
Sob o slogan e hashtag #DGLovesMexico, a marca de luxo italiana abriu, em 2017, duas lojas efêmeras no El Palacio de Hierro e na Vía Santa Fe, ambos na capital mexicana, oferecendo o seu serviço personalizado para acessórios e sapatos, bem como coleções de prêt-à-porter para homens, mulheres e meninas. Além desta expansão sob o formato de loja pop-up, a Dolce & Gabbana, também iniciou no ano passado uma nova etapa no mercado off-price mexicano, com a abertura da sua primeira loja outlet no país, localizada em Punta Norte.

Atualmente, a Dolce & Gabbana está presente com cinco lojas no México, localizadas no La Isla Shopping, em Cancun, Avenida Masaryk e centro comercial Santa Fe, ambas na Cidade do México, e shops-in-shop em El Palacio de Hierro Polanco e Andares, além da sua nova loja pop-up, lançada este mês na cadeia de armazéns de luxo.
 
Quanto à representação do México nas passarelas internacionais da marca, como parte da sua estratégia de "príncipes millennials", Domenico Dolce e Stefano Gabbana têm tido como modelos os mexicanos Juan Pablo Zurita, Michelle Salas, Diego Boneta e Mariana Zaragoza, entre outros.

Em relação às suas finanças, a empresa italiana também registrou resultados positivos na região. De acordo com o balanço divulgado pela Business Insider Italia, a América representou 13% do total de vendas da marca no ano fiscal 2016/2017, que terminou em 31 de março do ano passado. De forma global, a Dolce & Gabbana registrou um faturamento de 1296 milhões de euros, 9% a mais do que no ano anterior e um lucro líquido de 80 milhões de euros, quatro vezes superior aos 17,93 milhões alcançados em 2015/16.

A Dolce & Gabbana, que tem apostado bastante no consumidor digital e está também apreparando um desfile em Nova Iorque em abril, conta com subsidiárias em Tóquio, Hong Kong, Xangai, China e São Paulo. A empresa, fundada em 1985 e com sede em Milão, está também presente com lojas nos Estados Unidos, Espanha, Rússia, Panamá, Japão, Colômbia e Chile, entre outros países.

Traduzido por Estela Ataíde

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

ModaDesfiles
ASSINE A NOSSA NEWSLETTER