×
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
8 de out. de 2020
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Diesel: Glenn Martens é o novo diretor criativo

Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
8 de out. de 2020

A Diesel encontrou um sucessor para Nicolas Formichetti. Três anos após a saída do exuberante estilista italiano, a marca principal do grupo italiano OTB de Renzo Rosso recruta o criador mais inventivo e experimental do cenário da moda atual para ser seu novo diretor criativo: Glenn Martens. O designer belga, que acaba de ingressar na empresa, ficará responsável por "supervisionar o estilo, a comunicação, o design de interiores e, de forma mais geral, a criatividade global da marca".


Glenn Martens - ph Arnaud Lajeunie


Na Diesel, Glenn Martens não navega em águas desconhecidas. O criador conheceu Renzo Rosso em 2017 no concurso Andam, que venceu no naquele ano (ele venceu novamente em 2020). Em 2018, foi chamado pelo empresário italiano para produzir uma coleção no âmbito do projeto Diesel Red Tag, marcando uma nova abordagem criativa para a Diesel, que após a saída de Nicolas Formichetti preferiu recorrer a colaborações realizadas com talentos emergentes.

Em comunicado, Renzo Rosso comentou: “Desde que conheci Glenn, em 2017, tenho visto a sua experiência crescer e o seu talento afirmar-se. Trabalhar com ele na Diesel Red Tag, navegar com ele nos arquivos e legado desta empresa, vê-lo interagir com a marca nos aproximou, e hoje fico feliz em vê-lo assumir as rédeas da Diesel e casar a sua visão criativa com os valores iconoclastas desta marca especial.”

Formado em arquitetura de interiores em Bruges e depois diplomado na Real Academia de Antuérpia, Glenn Martens, de 37 anos, impôs-se no cenário da moda pela sua criatividade, reinventando um novo guarda-roupa masculino e feminino. Trabalhando os temas da arquitetura, construção, modularidade, reversibilidade ou ainda a versatilidade, ele cria roupas multifuncionais que podem ser interpretadas de todas as formas possíveis.
 
O designer flamengo, que já passou pela Jean Paul Gaultier, assumiu a Y/Project em 2013, após a morte do seu fundador, Yohan Serfaty. Desde então, deu corpo à oferta da marca, dando-lhe um novo impulso.

Uma pesquisa e um know-how que devem conferir à Diesel um novo impulso criativo, sendo o desejo do grupo OTB reposicionar a marca na vanguarda do denim. Esta voltou a crescer no ano passado, com um aumento de 2,6% no volume de negócios, para 870 milhões de euros, em particular graças à abertura de 45 lojas monomarca e ao forte aumento das suas vendas online.

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.