×
684
Fashion Jobs

Desfiles femininos: as dez grandes tendências da primavera-verão 2020

Publicado em
today 7 de out de 2019
Tempo de leitura
access_time 4 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

As coleções de prêt-à-porter feminino, apresentadas nas passarelas de Nova Iorque, Londres, Milão e Paris entre 6 de setembro e 1 de outubro devolvem a imagem de uma mulher complexa, dividida entre a sua nova consciência ecológica e um desejo de exuberância. Além dos materiais reciclados e ecológicos, as coleções para a primavera-verão 2020 focaram-se em peças básicas, silhuetas minimalistas e low profile e uma discreta paleta de cores pastel. Esta tendência subjacente é sacudida por uma moda mais barroca, que se expressa em cores chamativas, materiais preciosos, volumes redundantes, especialmente ao nível dos braços, com um notável regresso da manga com ombro em forma de balão, além de elementos do século XVIII (cauda, crinolina, grandes nós, ancas largas, etc.).
 
1) Uma moda verde


Dolce & Gabbana, primavera-verão 2020 - © PixelFormula


A emergência ecológica dominou as passarelas esta temporada. Um bom número de designers expressou a sua preocupação e compromisso com o tema através de coleções e encenações, desde a floresta que serviu de decoração na Dior, cujas árvores serão replantadas, até à selva de cartão e plástico reciclado da Marni, passando pelo tema "maré negra" evocado por Marine Serre. A natureza, especialmente a folhagem e as flores, espalha-se sobre a roupa, enquanto os chapéus ficam cada vez maiores, desde o chapéu ninho de pássaro de Vivienne Westood até à cascata de plantas verdes plantadas nas cabeças das modelos na Noir, a marca do japonês Kei Ninomiya.

2) Básico minimalista


Prada,primavera-verão 2020 - © PixelFormula


Miuccia Prada lançou a reflexão: como poluir menos? Oferecendo um guarda-roupa elegante composto por básicos e peças práticas e fáceis. Vestido de verão, saia, calças, calções, casaco, malhas... Os elementos clássicos do guarda-roupa feminino aparecem em todas as passarelas em tons monocromáticos e materiais naturais, fáceis de combinar. O look branco total impõe-se nesta temporada.

3) Pastel


Max Mara,primavera-verão 2020 - © PixelFormula


Do azul celeste ao rosa pálido, passando pelo verde suave e o amarelo claro, os tons pastel estão por toda parte, prontos para dominarem o guarda-roupa do próximo verão com um espírito refrescante, salpicando a roupa com cores delicadas.

4) Toalha


Marine Serre,primavera-verão 2020 - © PixelFormula


Vimos isto nas coleções masculinas em junho passado. O tecido de toalha chega também ao guarda-roupa feminino através de roupas feitas com este material utilitário e balnear, como na Peter Pilotto ou na Afterhomework, que recicla as toalhas recuperadas no mercado. Noutros casos, os designers cortaram as clássicas toalhas brancas como vestidos sem alças, para usar com turbantes em torno do cabelo, ou roupões de hotel, como na Brognano, ou efeito salva-vidas na Benetton.

5) Crochet-macramé


Marco Rambaldi,primavera-verão 2020- DR


Com espírito boémio, um ar hippie dos anos 1970, os vestidos e carteiras de macramé, propostos nas últimas temporadas, estão a tornar-se numa das peças essenciais do novo guarda-roupa de verão, além do mais com a perspetiva da reciclagem. Os tapetes da avó são reutilizados para fazer, entre outras coisas, tops originais e vestidos patchwork.

6)  A carteira gigante


Christian Wijnants,primavera-verão 2020 - © PixelFormula


Após a tendência liliputiana das duas últimas temporadas, a carteira está a ganhar volume. A carteira em formato gigante, ao estilo de uma mochila de marinheiro, vai de vento em popa, como vimos de uma capital da moda à outra.

7) O terno feminino


Kwaidan Editions, primavera-verão 2020 - © PixelFormula


Não há nada mais cool e sensual do que um ternofeminino. Especialmente se, como parece ser o caso do próximo verão, o casaco for usado sem camisa ou apenas com sutiã ou bandeau. O terno continua sendo a peça principal do guarda-roupa feminino, de preferência com um casaco masculino de mangas compridas, ombros pronunciados e calças intermináveis, largas e fluidas, ou afuniladas com bordas salientes. O terno continua sendo atemporal, na clássica paleta branca, preta e bege, em tons pastel ou em cores vivas ou mesmo flúor.

8) Ombro nu


Rokh, primavera-verão 2020 - © PixelFormula


A assimetria continua a obcecar os designers. Além de vestidos ou saias que nunca são retos, a parte superior da peça também se destaca com modelos que destapam um ombro e cobrem generosamente o outro através de mangas compridas, geralmente volumosas. São propostos t-shirts, tops e alguns pequenos vestidos drapeados ou vestidos de noite com um ombro nu. As costas também se despem cada vez mais.

9) A gabardina revisitada


Koche,primavera-verão 2020 - © PixelFormula


A gabardina a está absolutamente em todo o lado e destaca-se como a peça chave do guarda-roupa. Além do modelo ultra clássico, com proporções e silhueta ligeiramente modificadas, os designers competem com criatividade para criar novos modelos de gabardina totalmente inesperados, decorados, não estruturados, desmembrados, recompostos. O famoso trench coat é revisitado de todos os ângulos, como ilustra especialmente esta temporada o japonês Junya Watanabe (embora não apenas ele), que o declina e transforma em casacos, saias e vestidos de noite!

10) Espírito do século XVIII


Dries Van Noten, primavera-verão 2020 - © PixelFormula


Para a noite, a mulher do próximo verão vai abandonar o seu minimalismo bem-intencionado para saborear os excessos do passado, como uma Maria Antonieta dos tempos modernos. Entre o romantismo vitoriano e a exuberância barroca, volta atrás no tempo pegando emprestado, entre outras coisas, diferentes elementos da moda do século XVIII: grandes chapéus, vestidos com cauda, volumes nos quadris, crinolinas, nós gigantes, mangas volumosas e alguns jogos de renda.

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.