×
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
5 de nov. de 2021
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Demanda por roupa casual da Hugo Boss dispara no terceiro trimestre

Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
5 de nov. de 2021

A gigante da moda alemã, Hugo Boss, informou na quinta-feira (4) que registrou um forte crescimento no terceiro trimestre. As vendas ajustadas do grupo aumentaram 40% em relação ao ano anterior, para 755 milhões de euros, e também ficaram 7% acima dos níveis de 2019.


Hugo by Hugo Boss


Isso ocorreu à medida que seu "ímpeto na Europa e nas Américas" acelerou, com um aumento nas vendas de 9% e 14%, respectivamente, em comparação com dois anos atrás. O forte crescimento em seu e-commerce continuou, com vendas disparando 127% em relação ao terceiro trimestre de 2019.
 
Tudo isto traduziu-se num EBIT 3% superior ao de dois anos atrás, atingindo 85 milhões de euros. A perspectiva para o ano fiscal completo de 2021 inclui um aumento nas vendas ajustadas pela moeda de cerca de 40% com relação ao ano anterior e um EBIT entre 175 milhões e 200 milhões de euros.

A empresa observou que o último trimestre foi favorecido por uma taxa global de abertura de lojas de cerca de 95%, bem como um "aumento significativo na confiança do consumidor" na Europa e na América. No entanto, enquanto a Europa e a América desempenharam bem, na Ásia/ Pacífico, as novas restrições relacionadas à Covid, que incluíram fechamentos temporários de lojas, pesaram nos resultados e a receita permaneceu 1% abaixo do nível do ano anterior e 14% abaixo de 2019.
 
O grupo também "executou com sucesso várias iniciativas de marca, produto e vendas como parte de sua estratégia CLAIM 5, aumentando relevância da marca Boss e da Hugo e aproveitando as oportunidades de negócios globais".
 
A demanda por suas roupas casuais permaneceu alta, gerando um aumento de dois dígitos nas vendas em comparação com 2019. Por marca, Boss e Hugo registraram "forte crescimento de dois dígitos" no terceiro trimestre, com crescimento nas vendas ajustadas de 38% e 51%, respectivamente, em relação ao mesmo período do ano anterior.
 
Além do aumento na demanda pelas roupas casuais, as ofertas de roupas formais das marcas "se recuperaram notavelmente no terceiro trimestre, refletindo o retorno de eventos sociais durante o verão [do hemisfério norte]“.

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.