×
892
Fashion Jobs
keyboard_arrow_left
keyboard_arrow_right

Delpozo à procura investidores

Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
today 11 de jun de 2019
Tempo de leitura
access_time 3 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

A Perfumes y Diseño colocou a Delpozo em cima da mesa. A marca espanhola de prêt-à-couture, controlada na totalidade pelo grupo da família Trolez desde 2011, está aberta à entrada de um acionista maioritário ou minoritário no seu capital. Este movimento de abertura a conversações com potenciais parceiros coincide com a chegada do seu novo diretor criativo, o alemão Lutz Huelle, que foi nomeado substituto de Josep Font em novembro do ano passado.


A Perfumes y Diseño procura um sócio minoritário ou maioritário para a Delpozo - Delpozo


Mudança de rumo na Delpozo. A marca de luxo madrilena, relançada pela Perfumes y Diseño há oito anos, abre-se à entrada de novos investidores. O presidente do grupo, Pedro Trólez, começou a procurar um sócio industrial. Uma jogada que passará por se desfazer de uma participação minoritária ou maioritária na empresa. Em declarações ao meio de comunicação americano WWD, o executivo sublinhou que a importância está em encontrar um parceiro "correto" e "ativo", destacando que o seu grupo é especialista em perfumaria e que a aliança precisa de um investidor especialista em moda. Contactada pela FashionNetwork.com, a marca não prestou declarações.
 
O grupo especializado na criação e distribuição de fragrâncias de luxo possuía, desde 1992, a licença de perfumes de Jesús del Pozo, fundador da marca, mas foi só em 2011 que comprou a totalidade da empresa para levar a cabo um plano de relançamento no qual o grupo investiu 5,5 milhões de euros entre 2013 e 2016. Uma estratégia que inclui a evolução do seu nome para "Delpozo" e a chegada, um ano depois, do designer Josep Font, que ficou responsável por reinterpretar a história da empresa sob a sua personalidade e prisma de arquiteto. Um estilo delicado e reconhecível que valeu à marca a sua projeção internacional e a participação nas semanas da moda de Nova Iorque e Londres.

Nos últimos tempos, a Delpozo passou pela saída do seu designer estrela, que nunca chegou a completar o seu projeto de lançamento do perfume da marca, um passo que pareceria mais do que lógico, tendo em conta o background do seu proprietário. Embora as suas primeiras criações não vejam a luz até à próxima apresentação cruise, a chegada de Lutz Huelle ao design deverá resultar tanto num rumo criativo de estilo mais descontraído, como num novo posicionamento de preços mais acessíveis e um negócio diversificado no setor da ótica e das fragrâncias.

Além disso, ao longo de 2018, a empresa de Madrid confiou a distribuição dos seus acessórios à italiana Massimo Bonini e anunciou que o showroom Riccardo Grassi assumiria o negócio de atacado. Uma progressiva redefinição da sua estratégia que passou pela transferência de parte da sua produção para Itália. Em Espanha, a Delpozo foi forçada a anunciar um plano de despedimentos no início de janeiro, o que implicou a saída de cerca de vinte trabalhadores.

O objetivo da empresa para este ano passa por alcançar os 10 milhões de faturação. De acordo com os dados mais recentes publicados no registo comercial, as vendas da Delpozo aumentaram para 6,4 milhões de euros em 2015. Atualmente, a expansão da marca passa pelo seu crescimento no Médio Oriente e na Coreia do Sul, onde assinou recentemente acordos com os grupos Chalhoub e KLH International, respetivamente. Além disso, a Delpozo está presente em 34 mercados através de 80 pontos de venda e conta com três flagships em Madrid, Londres e Dubai.

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.