×

Daniel Lee (Bottega Veneta), Rihanna e Remo Ruffini (Moncler) vencem Fashion Awards

Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
today 5 de dez de 2019
Tempo de leitura
access_time 3 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Na noite de segunda-feira aconteceu em Londres o Fashion Awards 2019, um evento que tem vindo a ganhar importância internacional, uma espécie de espelho do que aconteceu no setor de luxo este ano. Entre os vencedores do evento, organizado em colaboração com o British Fashion Council, estão a Bottega Veneta, Rihanna (com a sua marca Fenty) e a Moncler - três nomes que deram que falar este ano.


Daniel Lee da Bottega Veneta com Rosie Huntington-Whiteley


A lista de celebridades presentes no evento também chama a atenção, com o evento inicialmente focado no Reino Unido a ter agora alcance internacional. No tapete vermelho apareceram Julia Roberts, Kylie Minogue, Adwoa Aboah, Naomi Campbell, Cate Blanchett, Emilia Clarke, Anna Wintour, Edward Enninful, Rihanna, Liam Payne, Alexa Chung, Jourdan Dunn, Lewis Hamilton, Rita Ora e Janet Jackson, entre outros.
 
Mas, e os reconhecimentos? Este é provavelmente o ano de Daniel Lee. Após melhorar as vendas e a reputação da Bottega Veneta desde a sua chegada à Kering, proprietária da marca, este ganhou não um, mas quatro Fashion Awards.

A Bottega Veneta foi nomeada Marca do Ano, um título merecido pelo impacto da marca, enquanto Daniel Lee foi nomeado Designer do Ano. E também recebeu o título de Designer de Acessórios.
 
Algo esperado, dada a presença de inúmeras das suas criações de calçado e carteiras na maioria das listas de "bestsellers" e "most wanted" publicadas este ano. Para finalizar, Daniel Lee também ganhou o título de Designer Britânico do Ano - Moda Feminina.

Se alguém à frente de uma marca em 2019 teve um grande impacto este ano, esse alguém foi Rihanna, anunciada como vencedora do prêmio Luxo Urbano pela sua marca Fenty. Rihanna transformou efetivamente a ideia de marca de moda de celebridade e a sua colaboração com a LVMH realçou a sua importância na indústria da moda.
 
Na mesma noite, outro grande nome que também esteve no centro das atenções foi o da Moncler, com Remo Ruffini, que ganhou o prêmio de Business Leader, outro bem merecido. A empresa de Remo Ruffini realmente evoluiu nos últimos tempos com o seu conceito Genius, que prevê o lançamento de modelos criados por criadores famosos e já teve um grande sucesso comercial.

Muitas outras estrelas da moda foram homenageadas, como Kim Jones, da Dior, com o título de Designer Britânico do Ano - Moda Masculina, acompanhado por Donatella Versace para receber o prêmio ao seu lado. Christopher Kane recebeu o Prêmio de Honra dos Designers.
 
A noite foi também dedicada aos novos nomes, pelo que Rejina Pyo recebeu o Prêmio Talento Emergente Britânico - Categoria Moda Feminina, enquanto Bethany Williams recebeu o equivalente para o prêt-à-porter masculino.

Entre os outros vencedores, Sam McKnight conquistou o Isabella Blow Award for Fashion Creator; os signatários da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre as mudanças climáticas receberam o Prêmio de Mudança Positiva; Sarah Burton, da Alexander McQueen, recebeu o prêmio Trailblazer; e Giorgio Armani o de Outstanding Achievement (Feitos Notáveis).

Copyright © 2020 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.