×
Publicado em
17 de nov. de 2011
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Da Venezuela para o mundo

Publicado em
17 de nov. de 2011

Carolina Herrera mostrou que além de elegante é bem humorada, disse que nunca aprendeu a costurar e que não sabe pregar um botão, mas que o mais importante é ter o cuidado com as proporções, entender a forma da roupa e seu caimento, é esse olhar que conta na moda.


Indagada porque usa sempre uma camisa branca, explicou que quando não sabe o que vestir escolhe uma - Foto:Getty Images

Carolina mora há 30 anos nos Estados Unidos, tem 200 pontos de venda espalhados pelo mundo, além de ser a criadora de um dos perfumes mais vendidos no Brasil.

Ela deu valiosos conselhos e contou a história da marca que leva seu nome, e contou que foi muito divertido fazer o vestido de noiva de Carrie Bradshaw para o filme Sex And The City (apesar da produção ter modificado-o um pouco) e que desenhou também o vestido de noiva de Bella, no último filme da saga Crepúsculo.

Em 'off' falou que serão abertas duas novas lojas em 2012: a primeira, em abril, no JK Iguatemi, e outra no Villa Mall, no Rio de Janeiro, com abertura prevista para setembro.

Indagada porque usa sempre uma camisa branca, explicou que quando não sabe o que vestir escolhe uma camisa. Simples asssim!


Carmen Busquets fundadora do site inglês Net-a-Porter - Foto:Getty Images

Muito interesante foi a palestra de Carmen Busquets a co-fundadora do e e fundadora do CoutureLab. De um jeito muito especial, contou como foi alçar voo solo em um dos países mais controversos da América Latina até sua mudança para Londres.

"Eu tinha uma loja em Caracas, ‘tipo ‘Daslú’, com corners de várias marcas, inclusive da Chanel, e as pessoas me perguntavam quem iria consumir luxo num mercado em que a economia estava ruindo", disse, lembrando que a marca sobreviveu às crises por mais de oito anos, apesar da instabilidade economica e política. Mas com o golpe militar e a sucessiva desvalorização do bolivar (moeda local) acabou sucumbindo.

Pioneira do shopping online, criou o site Net-a-Porter e após estrondoso sucesso o vendeu por US$ 350 milhões. Agora se dedica ao CoutureLab, marca que só vende produtos com história e de procedência conhecida.

"Basta você fazer um vídeo ou mandar uma mensagem para convencer quem você nem conhece. Oferecer produtos que todos querem, com uma preocupação sustentável por trás daquela compra é algo que faz toda diferença. A internet é uma grande aliada.", explicou.

Márcia Lencioni

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.