D&G lamenta "infeliz" controvérsia na China e diz que era pra ser uma homenagem

Os designers italianos, Domenico Dolce e Stefano Gabbana, lamentaram o cancelamento "infeliz" do desfile que seria realizado na China, após a divulgação de vídeos publicitários da marca, considerados racistas. De acordo com os estilistas, a sua intenção era de homenagear o país asiático.


Web Dolce & Gabbana

Os designers publicaram uma mensagem em suas redes sociais, na qual afirmaram que sua intenção era realizar um evento que "homenageasse a China e também contasse nossa história e visão".

Segundo eles, não se tratava "simplesmente um desfile de moda, mas algo que criamos especialmente com amor e paixão pela China e por todas as pessoas que amam a Dolce & Gabbana no mundo".

"O que aconteceu hoje foi muito infeliz, não só para nós, mas também para todos aqueles que trabalharam dia e noite para realizar o evento. Do fundo dos nossos corações, nós gostaríamos de expressar gratidão aos nossos amigos e convidados”, declararam no comunicado.

O desfile deveria ser realizado em Xangai, mas acabou sendo cancelado depois que vários modelos se recusaram a participar, ofendidas por supostos comentários de Stefano Gabbana e pela publicidade da própria marca, segundo o jornal chinês China Daily.

A marca publicou há alguns dias em sua conta da rede social Weibo (semelhante ao Twitter) alguns vídeos para promover o desfile, nos quais uma mulher chinesa aparece tentando comer comida italiana, como o típico "cannoli" siciliano, com hashi.

Muitos viram isso como um retrato ofensivo do povo chinês e os vídeos foram rapidamente removidos, embora eles já tivessem gerado milhares de comentários negativos para os designers, bem como uma chamada para o boicote da marca.

A situação piorou quando vieram à tona supostas mensagens privadas do Instagram de Stefano Gabbana, nas quais ele se refere à China como "um país de merda", "ignorante" e que "fede a máfia".

O designer negou ter escrito as mensagens e alegou que sua conta no Instagram foi hackeada. 

Traduzido por Novello Dariella

© EFE 2018. Está expressamente proibida a redistribuição e a retransmissão do todo ou parte dos conteúdos dos serviços Efe, sem prévio e expresso consentimento da Agência EFE S.A.

Luxo - Pronto-a-vestirLuxo - AcessóriosLuxo - CalçadosJoalhariaLuxo - DiversosNa mídia
ASSINE A NOSSA NEWSLETTER