×
Por
Exclusivo
Publicado em
29 de set. de 2010
Tempo de leitura
3 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Courovisão mostra os componentes do inverno 2011

Por
Exclusivo
Publicado em
29 de set. de 2010

A abertura oficial da Courovisão 2010 - Feira Internacional de Componentes, Couros, Equipamentos, Químicos e Acessórios para Calçados e Artefatos, que ocorreu na tarde de terça-feira (28 de setembro), nos pavilhões da Fenac, em Novo Hamburgo/RS, mostrou os líderes setoriais convictos que aos poucos a mostra se transforma numa plataforma importante de negócios para a toda cadeia coureiro-calçadista.

O presidente da Fenac – promotora do evento -, Ricardo Michaelsen, afirmou que o evento se consolida a partir do momento que propicia aos empresários e estilistas confirmarem as tendências e testarem novas alternativas às coleções de outono/inverno. O modelo adotado já no ano passado, que estimula a geração de negócios combinada ao lançamento de tendências, permanece e tem recebido o apoio dos expositores e dos visitantes, de acordo com o executivo. Michaelsen também destacou a inauguração do auditório Nestor Fips Schneider, local de realização da cerimônia de abertura e que foi batizado em homenagem ao ex-empresário e diretor da Fenac, falecido em agosto.

O presidente da Associação das Indústrias de Curtumes do Rio Grande do Sul (AICSul), Francisco Gomes, destaca que foi difícil convencer os empresários de que o formato ideal a ser incorporado à Courovisão é o atual. Porém, hoje, todos têm a certeza de que o evento está no caminho certo. Ele também ressaltou que o setor coureiro recuperou a força e possui expectativas muito positivas para os próximos anos no mercado internacional. “O futuro do couro está no Brasil”, frisou.

O presidente da Associação Brasileira de Empresas de Componentes para Couro, Calçados e Artefatos (Assintecal), Oséias Schroeder, destacou as ações da entidade na feira, como o Projeto Comprador, que traz 20 argentinos à Courovisão e a Materioteca que demonstra a diversidade de materiais do mercado brasileiro. Além disso, reforçou o sentimento de que o mercado dá sinais de melhora e que a feira mostrará exatamente isso.

O secretário do desenvolvimento e dos Assuntos Internacionais (Sedai) do Rio Grande do Sul, Josué Barbosa, ressaltou a mudança de espírito que o setor vive em 2010. Após um longo período tendo as mazelas da economia como plano central, hoje, o setor coureiro-calçadista está preocupado com o desenvolvimento contínuo. Até mesmo por isso, o segmento é referência para demais segmentos da economia, de acordo com Barbosa.

Por fim, o prefeito de Novo Hamburgo, Tarcísio Zimmermann, destacou que é importante aproveitar o bom momento vivido. “As vezes quando as coisas estão um pouco mais fáceis é comum nós nos descuidarmos”, frisa. O prefeito aposta que os próximos quatro anos – período que vigora o antidumping ao calçado chinês - são ideais para o setor crescer ainda mais. “Vamos aproveitar esse ânimo e continuar mantendo a retomada de empregos e fazer novos esforços de qualificação”, finalizou. A Courovisão segue até esta quinta-feira (30 de setembro).

Copyright © 2022 Exclusivo On Line. Todos os diretos Reservados.