×
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
27 de ago. de 2021
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Coty se beneficia do renascimento do mercado de perfumes

Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
27 de ago. de 2021

O grupo americano Coty declarou na quinta-feira (26) esperar, pela primeira vez em pelo menos três anos, um crescimento das vendas na totalidade do ano, graças à recuperação dos mercados de cosméticos e perfumaria, após a desaceleração provocada pela pandemia de coronavírus.


 


Com a reabertura de escolas, universidades e escritórios, as pessoas voltaram a usar maquiagem e perfumes, depois de trocar essas categorias por produtos para a pele em 2020. Uma alteração que beneficia fabricantes de cosméticos como a Coty, que produz os perfumes Hugo Boss e Burberry.

A Coty aproveitou a mudança de comportamento dos seus clientes com o lançamento de novas fragrâncias, incluindo Burberry Hero e Calvin Klein Defy, contando com a imagem dos atores Adam Driver e Richard Madden, respectivamente.
 
A empresa indicou ter um "lançamento robusto" pensado para antes do final de 2021, acrescentando que também lançará testadores de perfume sem contato em todo o mundo nos próximos meses. "A Coty está claramente se beneficiando de um forte aumento no consumo de perfumes em dois mercados importantes (China e Estados Unidos)", declarou Sue Nabi, diretora-geral, à Reuters.
 
Sue Nabi declarou que a marca de cosméticos CoverGirl ganhou participação de mercado durante três meses consecutivos - entre abril e junho - pela primeira vez em cinco anos, à medida que os seus esforços para chegar à Geração Z e aos consumidores hispânicos deram frutos.

O grupo apresentou os resultados do último trimestre do seu exercício de 2021, encerrado no final de junho. O seu volume de negócios cresceu 90%, para 1,06  bilhão de dólares, superando as estimativas da Refinitiv IBES de 1,01 bilhão de dólares.
 
Ao longo do período, o grupo viu as suas vendas na Europa duplicarem, assim como os resultados da sua divisão Prestige. O grupo destacou o desempenho dos produtos Marc Jacobs Perfect, Gucci Guilty Pour Homme, Burberry Her e Chloe Atelier des Fleurs.
 
A Coty relatou, no entanto, uma perda ajustada de nove centavos de dólar por ação, uma vez que teve bastantes despesas em publicidade e lançamento de produtos.
 
Para a totalidade do seu exercício de 2021, o grupo americano viu as suas vendas atingirem 4,63bilhões de dólares, acima das suas previsões. As suas vendas no e-commerce aumentaram 34% em relação ao ano anterior.
 
A Coty estima que as suas vendas para o exercício de 2022 aumentarão provavelmente em torno de 10%. A Coty previu ganhos ajustados antes de juros, impostos, depreciação e amortização (EBITDA) de aproximadamente 900 milhões de dólares para o exercício de 2022, a taxas de câmbio constantes. Além disso, o grupo anunciou ter concluído os processos para cotar em bolsa a sua filial brasileira. No entanto, pretende manter uma maioria controladora não cotada.
 
Com Reuters

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.