×
Por
Reuters API
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
31 de ago de 2020
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Coty registra prejuízo maior do que o esperado à medida que bloqueios prejudicam a indústria da beleza

Por
Reuters API
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
31 de ago de 2020

A fabricante americana de cosméticos, Coty Inc,. anunciou que registrou um prejuízo trimestral maior do que o esperado e uma queda de 56% nas vendas, uma vez que a demanda por seus produtos de beleza foi afetada pelo fechamento de lojas e salões de beleza durante os bloqueios para tentar conter o avanço da pandemia de COVID-19.


Photo: Bourjois - Foto: Bourjois


Os fabricantes de cosméticos ainda enfrentam dificuldades com o fechamento de outros canais de vendas, incluindo lojas duty-free em aeroportos, e também com a mudança na demanda dos consumidores, que estão trabalhando de casa e comprando mais produtos de higiene e cuidados pessoais em vez de itens de maquiagem.

A Coty, que tem sede em Nova York, está sobrecarregada de dívidas e tem tentado revigorar seu negócio e expandir seu alcance, contratando a ex-executiva da L'Oréal SA, Sue Nabi, como sua diretora executiva e também investindo em marcas emergentes, como a da estrela de reality show, Kylie Jenner.

Em uma tentativa de simplificar suas atividades, a Coty agora está planejando vender ou fechar a maioria de suas fábricas e terceirizar mais operações para lidar com as consequências da crise  gerada pela COVID-19, informou o jornal norte-americano, The Financial Times, na última quinta-feira (27), citando o presidente da Coty, Peter Harf.

As vendas em seu segmento consumer beauty, que engloba marcas como Cover Girl, caíram cerca de 55%, enquanto as da sua divisão de luxo despencaram 71% no quarto trimestre de seu ano fiscal, encerrado em 30 de junho.

A receita líquida caiu para 922,1 milhões de dólares, abaixo das expectativas de 1,34 bilhão de dólares. Excluindo itens, a Coty perdeu 51 centavos por ação, acima dos 12 centavos esperados, de acordo com dados IBES da Refinitiv.

A proprietária da marca Sally Hansen, no entanto, espera retomar o lucro no trimestre atual, depois de testemunhar uma melhora em seus negócios nos últimos dois meses. “Acreditamos que será difícil convencer os investidores de que a Coty está em uma trajetória melhor”, disse Lauren Lieberman, analista do Barclays.

© Thomson Reuters 2021 All rights reserved.