Coty lança refinanciamento de 8 bilhões de dólares

O fabricante de produtos de beleza Coty Inc lançou um refinanciamento de sua dívida de 8 bilhões de dólares, de acordo com fontes bancárias, depois de pagar milhões para adquirir marcas com o o objetivo de atrair consumidores jovens.


DR

O Bank of America Merrill Lynch e a JP Morgan lideram o financiamento junto com Morgan Stanley, BNP Paribas, Crédito Agricole, Deustche Bank, HSBC, UniCredit, ING, Mizuho e RBC. O acordo irá refinanciar a dívida pendente de Coty e Galleria. Galleria é o nome coletivo das mais de 40 marcas vendidas à Coty pela Procter & Gamble em 2016 por 12 bilhões de dólares, incluindo CoverGirl, Max Factor e Wella Professional.

O refinanciamento inclui um empréstimo a prazo A de 1.25 bilhões de dólares, e outro de 2.25 bilhões de euros. Antes do refinanciamento, a empresa tinha um empréstimo a prazo A de 3.4 bilhões de dólares e outro de 150 milhões de euros. O refinanciamento também inclui um empréstimo de prazo B de sete anos de 1 bilhão de dólares, e outro de 1.5 bilhão de euros.

Os novos empréstimos permitirão reduzir até 50 pontos base do empréstimo B da Coty, que foi reavaliado em 2016 para 250 pontos base em dólares e 275 em euros, de acordo com dados da Thomson Reuters LPC. Antes do refinanciamento, o empréstimo B incluía um estiramento aproximado de 1.59 bilhão de dólares e outro de 1.158 bilhão de euros.

O acordo também refinancia cerca de 1.15 bilhão de euros de saldos pendentes de uma facilidade de crédito rotativa de aproximadamente 3 bilhões.

Obrigações de dívida

Pela primeira vez, a Coty também incluirá títulos como parte de sua estrutura de capital, embora ainda não tenham sido lançados. Espera-se que eleve cerca de 2 bilhões de dólares de notas não garantidas, embora a moeda exata ainda não tenha sido determinada.

O acordo deve atender melhor o perfil da dívida da Coty com seus fluxos de caixa e simplificar sua estrutura de capital, disse uma das fontes.

Uma reunião com os credores está agendada para 20 de março e os compromissos de empréstimo expiram em 27 de março.

A Coty tem tentando acompanhar os rivais Estee Lauder e Sephora da LVMH, e pagou bilhões para adquirir marcas e assumir participações minoritárias em empresas com maior apelo a consumidores mais jovens, especialmente a marca de cuidados com a pele, Younique, e a Ghd, que fabrica alisadores de cabelo.

A Coty é atualmente a terceira maior empresa de beleza do mundo.
 

Traduzido por Novello Dariella

© Thomson Reuters 2018 All rights reserved.

PerfumesCosméticaBeleza - DiversosNegócios
ASSINE A NOSSA NEWSLETTER