×
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
16 de out. de 2019
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Com Givenchy Atelier, a marca adapta a sua alta costura ao prêt-à-porter

Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
16 de out. de 2019

A Givenchy lançou uma coleção de "prêt-à-couture". Este projeto, batizado Givenchy Atelier, está sendo comercializado desde 15 de outubro e até 16 de novembro numa pop-up store nas Galeries Lafayette e numa seleção de lojas da marca. Como explica a Givenchy num comunicado, é de uma coleção cápsula de peças atemporais, que "transpõe as técnicas da alta costura da Givenchy para uma coleção exclusiva de prêt-à-porter, especialmente projetada para uma clientela internacional".
 

A Givenchy Atelier coloca em destaque o savoir-faire de alta costura da maison - Givenchy


Esta coleção é composta por cinquenta peças para homem e mulher, incluindo vestidos, ternos, calças, casacos, t-shirts, trench-coats e sweaters, além de acessórios como carteiras, incluindo a mochila decorada com um laço maxi apresentada durante o desfile de alta costura primavera-verão 2019, aqui proposta em nylon texturizado e em tamanho reduzido, bem como sapatos e saltos.

A ideia é pegar nos códigos de alta costura da marca do grupo LVMH e traduzi-los através de uma produção industrial clássica de prêt-à-porter. A coleção, confecionada em fábricas na Europa, destaca a sobriedade e a elegância incutidas desde o início pelo fundador da maison, Hubert de Givenchy, com um guarda-roupa chique em preto e branco e silhuetas clássicas e contemporâneas decoradas aqui e ali por pequenos brilhos e discretos detalhes preciosos.

A diretora artística Clare Waight Keller dimensiona as suas roupas com precisão e delicadeza em tecidos nobres. Uma parte de cima é ajustada a um casaco com os ombros cobertos por uma capa, calças estreitas são associadas a casacos cruzados ou blusas de renda diáfanas. Os vestidos de cocktail são levemente évasées, enquanto para a noite a criadora propõe um vestido de bainha assimétrica em veludo preto.

Obviamente, os preços são muito mais baixos do que os da alta costura, alinhando-se com os da linha de prêt-à-porter da casa, variando entre os 350 e os 4990 euros.

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.