×
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
4 de jul. de 2022
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

CNMI: Carlo Capasa reeleito presidente pela quinta vez

Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
4 de jul. de 2022

Carlo Capasa está de volta para um quinto mandato de dois anos. As maisons de moda italianas renovaram a sua confiança no antigo diretor-geral da Costume National, que foi reeleito à frente da Camera Nazionale della Moda Italiana (CNMI), onde foi confirmado no seu papel de presidente e conselheiro delegado.


Carlo Capasa - CNMI


Durante a assembleia do órgão máximo da moda italiana, que aconteceu na quinta-feira (30 de junho), Carlo Capasa, que substituiu Mario Capasa em junho de 2015, fez o balanço dos dois últimos anos intensos, marcados pela pandemia de COVID-19 como uma das maiores crises para a indústria da moda. "Os últimos dois anos têm sido particularmente desafiantes para o nosso setor, e tenho orgulho em dizer que nunca vi tal comunhão de objetivos, colaboração e sinergia dentro da nossa associação", disse em uma declaração.
 
"Tentamos com constância e determinação enfrentar os desafios, encontrando soluções eficazes e respondendo com criatividade e energia", continuou. Durante estes dois anos, a CNMI tem se concentrado na sustentabilidade, digitalização, inclusão, formação e promoção de marcas jovens. "O objetivo para os próximos dois anos é continuar a ser competitivo e incisivo, unido e colaborativo", acrescentou Carlo Capasa, que quer concentrar-se na cadeia de abastecimento.

Também eleito para o mandato de 2022-2024 foi o novo conselho de administração da CNMI, que desde 1958 tem reunido sob a sua ala as principais maisons italianas. A maioria dos grandes nomes do setor Made in Italy que compunham o conselho anterior foi confirmada, com exceção de Jacopo Etro, cuja parte majoritária da empresa familiar foi vendida à L Catterton em 2021. É agora dirigido por Fabrizio Cardinali, que o sucede no conselho da CNMI. Da mesma forma, o novo CEO da Salvatore Ferragamo, Marco Gobetti, substitui Giovanna Gentile Ferragamo.
 
Juntamente com Carlo Capasa, foram eleitos por unanimidade os seguintes 14 membros: Patrizio Bertelli (Prada), Marco Bizzarri (Gucci), Serge Brunschwig (Fendi), Alfonso Dolce (Dolce & Gabbana), Fabrizio Cardinali (Etro), Marco Gobetti (Salvatore Ferragamo), Massimo Ferretti (Aeffe), Luigi Maramotti (Max Mara Fashion Group), Angela Missoni (Missoni), Renzo Rosso (OTB), Remo Ruffini (Moncler), Carla Sozzani (10CC Global Shop), Jacopo Venturini (Valentino), Ermenegildo Zegna (EZ Service). O conselho é acompanhado pelo presidente honorário Mario Boselli.
 

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.