×
Publicado em
15 de jul. de 2022
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Cleome: marca de roupa de praia portuguesa abre espaço físico no Porto com coleção inspirada no Rio de Janeiro

Publicado em
15 de jul. de 2022

A marca portuguesa de swimwear, Cleome, criada por Marco Moura e João Ramos acabou de abrir oseuprimeiro espaço físico no centro do Porto, no número 212 da rua do Rosário, com o lançamento da nova coleção denominada Rio 40 Graus, que elege 53 propostas inspiradas no ambiente e cultura carioca vividos nos anos 1990.


Anova coleção Rio 40 Graus da Cleome elege 53 propostas inspiradas no ambiente e cultura carioca vividos nos anos 1990 - Instagram: @cleome


Não apenas pelas grandes dimensões da loja – situada na zona da Miguel Bombarda, há muito eleita pelas galerias de arte e marcas autorais, entre outras que se identificam com o núcleo artístico – o objetivo foi desde logo o compartilhamento a do espaço com outras etiquetas portuguesas de moda.

O convite parte dos mentores, Marco Moura e João Ramos, que convidam projetos sem pontos de venda ao norte de Portugal ou apenas disponíveis online, como a The Isolette, focada em acessórios, ou a Futah, que comercializa toalhas de praia.

Outra novidade é a coleção cápsula em colaboração com a influencer Inês Rochinha, que elege o azul e o branco como tonalidades predominantes.

Marco confessa que partiram da ideia de criar um ambiente diferente, que não se identificasse só com uma loja de swimwear "com muita madeira nem muito focada na temática verão”, diz o designer de moda, que se especializou em Swimwear e Lingerie Design em Londres.

A decoradora de interiores Joana Lopes deu-lhe o toque minimal e versátil. Os interiores respeitam também o espaço possível de adaptar no futuro a diferentes coleções e temas que as inspiram.


Oprimeiro espaço físico da Cleome no centro do Porto - Instagram: @cleome


“No início, centramos muito no online por ser mais rápido e mais eficiente focar em um só canal de vendas”, explica ainda Marco Moura à NiT, adiantando que a loja foi descoberta por mero acaso, quando procuravam um espaço para o escritório da marca. 

Na verdade, tudo começou em 2017 com a marca Krayr, cujo muito potencial levou a que os fundadores mudassem o nome para Cleome, logo em 2019, regendo-se também por filosofia mais sustentável, que ainda não estava tão presente. 

Apesar da Cleome estar ligada à roupa de praia, também apresenta agora vestidos e calças, duas peças de vestuário em linho, que também se encontram disponíveis na loja e no site, juntamente com as demais, e a preços entre 45 e 99 euros. 
 

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.