Citizens of Humanity apresenta uma diretora internacional

Depois de 10 anos de atividade na cena do denim, a Citizens of Humanity quer tornar mais forte a sua presença em âmbito global. A marca, criada por Jérôme Dahan em Los Angeles, se afirmou como uma das principais grifes de jeans premium nos Estados Unidos, com presença confirmada não só na maioria das lojas de departamentos, da Macy’s à Nordstrom, passando pela Barneys, mas também na marca Anthropologie e nas multimarcas independentes.
A Citizens of Humanity quer exportar o seu denim premium. Visual: coleção-cápsula vintage.

Só na Califórnia, a Citizens of Humanity conta com mais de 300 pontos de venda. É mais que sua atividade fora da América do Norte. Seu segundo mercado internacional é o Canadá, seguido de longe pela Grã-Bretanha, que contabiliza cerca de 80 pontos de venda, dentre os quais a Harvey Nichols e a Harrods.
As colaborações com celebridades, cheias de vídeos, como recentemente com o ex-campeão de tênis, John McEnroe, também devem dar uma visibilidade maior à marca. Foto: Citizens of Humanity.

Para tornar a sua presença mais forte na Europa, na Ásia e no Oriente Médio, a marca acaba de criar o cargo de diretora de vendas internacionais. Uma função confiada à Katie Morrison. A dirigente chega da marca Frame Denim, estabelecida em Los Angeles e Londres e fundada pelos dirigentes do Saturday Group (Agências RMO, Wednesday e revista Industrie). Dentro desta empresa, ela construiu a rede de vendas no exterior.

Por isso, o seu papel será o de integrar a Citizens of Humanity nessas redes de distribuição internacionais e também de reforçar a presença, em âmbito internacional, das marcas A Gold E e Goldsign.

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

DenimNomeações
ASSINE A NOSSA NEWSLETTER