×
680
Fashion Jobs

Christian Lacroix, convidado surpresa de Dries Van Noten

Publicado em
today 27 de set de 2019
Tempo de leitura
access_time 2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

O segredo foi bem guardado. Até ao fim. Quando Dries van Noten chegou para cumprimentar a plateia com Christian Lacroix no final do desfile, poucos esperavam a surpresa. O designer belga convidou o couturier francês para criar com ele uma coleção. Este último não subia à passarela desde 2009, quando fechou a sua maison. Uma coleção de prêt-à-porter com toques de alta costura, apresentada na quarta-feira na Opéra Bastille.


DVN x CLX, primavera-verão 2020 - © PixelFormula


Ao longo deste desfile espetacular, foi semeada mais de uma dica aqui e ali... As rosas vermelhas colocadas nas bancadas do público, acompanhadas por uma misteriosa etiqueta "DVN x CLX", a passarela elevada, como estava em vogue na década de 1980, o toque de alta costura e teatral de certos looks, as caudas com folhos presas a vestidos andaluzes, as bolinhas... Todos elementos que deveriam ter levantado suspeitas sobre o conteúdo pouco habitual deste desfile. Um evento intenso e extraordinário, do qual apenas a moda tem o segredo.
 
Este espetáculo flamboyant foi ainda mais inesperado por ter decorrido numa espécie de bunker, um armazém da Opéra Bastille com apenas uma longa passarela branca e, num canto, um piano de cauda. Quando o pianista chega e toca uma primeira nota, sentimos um silêncio imediato.


DVN x CLX, primavera-verão 2020 - © PixelFormula


Algumas outras notas ecoam no gigantesco espaço de cimento, tornando o momento estranhamente solene, antes do início de Trio n.°2, de Schubert, em referência ao filme Barry Lindon, de Stanley Kubrick, que inspirou esta coleção para a primavera-verão 2020.
 
As primeiras silhuetas austeras em preto e branco deram rapidamente lugar a conjuntos coloridos em patchworks de motivos florais e de animais e tecidos preciosos. Tecidos de brocado ou damasco em cores vivas (vermelho, laranja, amarelo, rosa), sedas tecidas com flores grandes, cetim bordado, pregas e folhos emergem em casacos barrocos ou vestidos de cigana. Bordado dourados insinuam-se no ombro de um casaco preto ou atravessam uma simples camisola cinzenta.


Christian Lacroix e Dries van Noten - © PixelFormula


Fitas pretas giram em torno do corpo, ou surgem impressas de maneira contemporânea em vestidos de algodão e em calças de ganga brancas. Delicadas plumas negras aparecem num vestido ou numa certeira ou plantadas diretamente na cabeça num gesto teatral. Malhas, saias ou calças simples misturadas com peças ultra luxuosas.

Esta é a beleza desta coleção, que consegue fundir perfeitamente o vocabulário dos dois criadores, com, de um lado, "a austeridade protestante holandesa misturada com a opulência da Borgonha" do belga e, do outro, a flamboyance barroca e ensolarada de Lacroix. O casaco-roupão em jacquard é combinado com jeans bordados com flores, enquanto um corta-vento em tafetá rosa choque é transformado num vestido-capa esvoaçante com cauda ou num casaco bordado com pérolas negras.

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.