×
Publicado em
5 de jul. de 2022
Tempo de leitura
3 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Christian Dior apresenta a Árvore da Vida da Alta Costura

Publicado em
5 de jul. de 2022

O desfile de Christian Dior foi repleto de alta costura folclórica, inspirada na Árvore da Vida, com um resultado majestoso, acabamentos técnicos especiais e bordados superlativos.

 


"Folclore indefinido", explicou a diretora criativa da Dior, Maria Grazia Chiuri, com um sorriso,. Ela cobriu as paredes do espaço de exposição do jardim do Musée Rodin com enormes bordados, selecionados de múltiplas culturas e tradições artísticas e também fez referência ao trabalho da artista ucraniana Olesia Trofimenko e seu foco na Árvore da Vida.

Os materiais da coleção eram muitas vezes relativamente simples (linho cru, crepes de lã leve e xadrez áspero), mas a construção era intrincada e o bordado de uma grande delicadeza.

A coleção é baseada em uma paleta de cores de 40 tons de bege, como areia, café com leite e caramelo, com muitos detalhes em preto. As roupas têm acabamento com faixas de guipur; padrões geométricos em soutache e malhas de cetim eslavo. Ela também usou muitos dos melhores recursos de Paris, como Lesage, com boleros e blazers bege costurados à mão com galhos, folhas e flores.

"Dado o contexto atual, com a guerra na televisão e a pandemia sem fim, acredito que todos temos que nos perguntar qual é o sentido e o propósito da Alta Costura", confidenciou Maria Grazia antes do desfile em seu estúdio no rio Sena.

Sua resposta foi um compromisso surpreendente com o artesanato e artesãos especializados, evitando cuidadosamente qualquer senso de bandeira nacional para se concentrar em habilidades regionais específicas.

Esse é também o motivo pelo qual ela escolheu o símbolo da Árvore da Vida, presente em tantas culturas. Isso é demonstrado por seu moodboard, que inclui imagens de camisas da Holanda, vestes francesas e ilustrações de um museu folclórico de Kiev.

"Celebrar o artesanato é algo que devemos fazer", disse Chiuri, que também lembrou o design puro da Bauhaus, que celebrou seu 100º aniversário nos últimos anos, e cujo espírito era a noção de que artesãos e designers podem desempenhar um papel vital em um momento politicamente sensível.

A costureira italiana ainda fez referência à Nova Bauhaus Europeia e à ideia de 2020 de construir uma nova rede continental de artesãos neste difícil momento histórico. Algo semelhante ao que procurava Monsieur Dior, que fundou a Maison Dior logo após a Segunda Guerra Mundial, em 1946, e apresentou sua primeira coleção em 1947.

Uma Toccata e fuga em re menor adequadamente sombrias marcaram o ritmo da noite, enquanto o jovem elenco de Maria Grazia caminhava com botas vitorianas de amarração, todas muito elegantes e apropriadas.

A estética girou em torno da elegância discreta e a mensagem é a renovação e o ciclo da vida. Praticamente todos os looks tinham algum bordado, embora suas origens não fossem muito fáceis de identificar. Sua silhueta era modesta, com muito pouca pele exposta, com saias que se estendiam até as canelas.

Na visão de Chiuri, estampas e padrões viajam através dos países, sobrepondo-se entre culturas, novamente como a Árvore da Vida. A coleção apresenta uma alta costura sincrética, baseando-se em elementos de muitas culturas para criar algo novo.

De forma reveladora, mesmo que a Dior seja uma das grandes marcas de luxo do mundo, seu moodboard desta temporada incluiu uma imagem de capa de "A Invenção da Tradição", do grande historiador marxista Eric Hobsbawm. Sua teoria é que as tradições que as pessoas consideram antigas, como o xadrez escocês, por exemplo, são muitas vezes invenções muito recentes dos últimos 200 anos e, de fato, remontam ao início do estado-nação.

Portanto, presenciar esta coleção Dior com seu apelo visual para a livre troca de ideias, a mistura de culturas e sua advertência estética contra o nacionalismo estéril, deixou o espectador com uma sensação agradável diante do contexto global de hoje.

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.