Chloé: uma infinidade de paysleys

De alguma forma, em apenas quatro temporadas sob a direção de Natacha Ramsay-Levi, a de Chloé se tornou a marca de moda mais parisiense de todas.
 


As coleções de Natacha Ramsay-Levi têm um estilo claramente parisiense. Uma mistura de rebeldia polida, elegância natural e sensualidade refinada. Para a temporada de primavera de 2019, Ramsay-Levi quer ver mulheres jovens com estampas de seda de retalhos hiper-densas que incluem de tudo, desde um pôr-do-sol, orquídeas, lírios, até uma infinidade de paisleys.

O convite de Ramsay incluía o desenho de uma mulher com as mãos para cima, fazendo o símbolo do amor. A caixa era feita de acrílico com fósforos rosa. Foi um toque muito francês ter a imagem em uma caixa de fósforos, no país europeu onde as mulheres fumam mais. O mesmo detalhe foi usado em uma série de camisetas de cores quentes, capturando a essência romântica desta coleção.

Foi uma coleção com muita informação, talvez até demais. Vestidos plissados ​​longos, blusas com estampas elegantes e vestidos decotados. Tudo muito ousado e cool, mas um pouco sobrecarregado. Muitas modelos usaram pelo menos dez acessórios: brincos de pequenas árvores de Natal, bandas no bíceps, pingentes, pulseiras, tornozeleiras, cintos, etc. Mas esses objetos atrapalharam a mensagem principal.



Para finalizar o desfile, Natacha fez referência à Grécia Antiga com algumas excelentes túnicas curtas e arrojadas, acompanhadas de sandálias romanas com latão moldado. O clímax foi a apresentação de um estilo que mostra autoconfiança, ressaltado pela música final, o grande hino de reggae Bam Bam por Sister Nancy, cuja letra jamaicana proclama orgulhosamente o direito das mulheres serem ambiciosas.

Traduzido por Novello Dariella

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Luxo - DiversosDesfiles
ASSINE A NOSSA NEWSLETTER