Chanel vai investir 25 milhões de euros na restauração do Grand Palais, em Paris

Bruno Pavlovsky, presidente de moda da Chanel, anunciou que a marca contribuirá com 25 milhões de euros para a restauração e renovação do Grand Palais, símbolo de inovação arquitetônica em Paris desde sua criação, mas também cenário dos muitos desfiles de moda da Chanel desde 2005.


Futura Rue des Palais, que liga as áreas internas do Grand Palais - Grand Palais

Construído para a Exposição Universal de 1900, o Grand Palais é um dos maiores monumentos históricos da Europa, bem como um lugar bastante relacionado à Chanel e seus desfiles de moda. O espaço foi transformado ao longo dos anos graças às extraordinárias cenografias criadas pelo diretor artístico da maison de moda, Karl Lagerfeld, para seus desfiles de prêt-à-porter e alta-costura.

O projeto de reestruturação, que deve começar em dezembro de 2020 e culminar em 2024 com uma reabertura parcial em 2023, terá um custo total de 466 milhões de euros, de acordo com o anúncio feito pela ministra francesa da Cultura, Francoise Nyssen. A Chanel é a patrocinadora exclusiva do projeto.


   

Traduzido por Novello Dariella

Copyright © 2019 ANSA. Todos os direitos reservados.

Luxo - DiversosNegócios
ASSINE A NOSSA NEWSLETTER