×
161
Fashion Jobs
L'OREAL GROUP
Analista de Business Intelligence Pleno - Divisão Grande Público
Efetivo - CLT · Rio de Janeiro
CAEDU
Analista de Controladoria jr
Efetivo - CLT · São Paulo
INTJOBS
Missão Humanitária Internacional de Saúde: Todas as Especialidades
Efetivo - CLT · RIO DE JANEIRO
CAEDU
Analista de Produtos Financeiros pl
Efetivo - CLT · São Paulo
CAEDU
Analista CRM pl - Segmentação
Efetivo - CLT · São Paulo
VIVARA
Aprendiz Comercial - Shopping Cidade de São Paulo
Efetivo - CLT · São Paulo
VIVARA
Aprendiz Comercial - Center Shopping Uberlândia
Efetivo - CLT · Uberlândia
VIVARA
Aprendiz Comercial - Shopping Del Rey
Efetivo - CLT · Belo Horizonte
VIVARA
Aprendiz Comercial - Shopping Uberaba
Efetivo - CLT · Uberaba
AMARO
Compliance Analyst
Efetivo - CLT · SÃO PAULO
MARISOL
Auxiliar de Estilo
Efetivo - CLT · Jaraguá do Sul
L'OREAL GROUP
Formador(a) Sênior
Efetivo - CLT · São Paulo
MARISOL
Operador Beneficiamento - Acabamento de Malhas
Efetivo - CLT · Jaraguá do Sul
CAEDU
Analista de Atração e Seleção jr
Efetivo - CLT · São Paulo
CAEDU
Jovem Aprendiz
Efetivo - CLT · Cajamar
AMARO
Gerente de Loja Campinas
Efetivo - CLT · Campinas
L'OREAL GROUP
Analista de Laboratório (Hair da)
Efetivo - CLT · Rio de Janeiro
L'OREAL GROUP
Operações - Analista de Transporte Outbound
Efetivo - CLT · Rio de Janeiro
L'OREAL GROUP
Coordenador de Jbp - Divisão Grande Público
Efetivo - CLT · Rio de Janeiro
L'OREAL GROUP
Analista de Laboratório (Fotoproteção)
Efetivo - CLT · Rio de Janeiro
MARISOL
Assistente Administrativo - Comunicação Interna
Efetivo - CLT · Jaraguá do Sul
MARISOL
Vendedor (a) Responsável - Alexânia
Efetivo - CLT · Alexânia
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
3 de fev de 2020
Tempo de leitura
5 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Chanel desenvolve realidade aumentada em lojas com Farfetch

Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
3 de fev de 2020

O provador de realidade aumentada, imaginado pela Farfetch para a Chanel no âmbito da sua iniciativa "Store of the Future" (Loja do Futuro), parece ter provado o seu valor: a maison francesa quer estendê-lo a três novas lojas no primeiro semestre de 2020.


Loja Chanel no número 19 da rue Cambon, em Paris - Fotografia: Olivier Saillant, para Chanel


Este novo gênero de provador foi projetado para combinar tecnologia de ponta, experiência de compra e acompanhamento personalizado. O princípio parece apelar à fiel clientela da Chanel, que parecia conquistada durante uma demonstração privada organizada esta semana.
 
"Para mim, é o encontro entre a experiência da Chanel no domínio da venda de varejo e a excelência digital da Farfetch. A equipe da Farfetch está convencida de que em dez ou vinte anos ainda compraremos produtos de luxo nas lojas. Mas, da nossa parte, já estamos pensando nos clientes de amanhã: foi por esse motivo que testamos esta nova experiência para o cliente. É uma técnica de aprendizagem pela experiência”, explica um funcionário da Chanel que deseja permanecer anônimo.

Depois de assinar uma parceria com a Farfetch em fevereiro de 2018, a Chanel lançou suavemente o conceito em abril, antes de lhe dar o primeiro destaque no mês passado, apresentando-o à imprensa. O princípio? Quatro provadores no segundo andar - com as suas grandes janelas - da nova flagship da Chanel, na esquina entre o número 19 da rue Cambon e a mais luxuosa artéria comercial de Paris, a Faubourg Saint-Honoré.


Espelho conectado - Fotografia: Chanel


Os primeiros resultados são tão convincentes que a Chanel lançará o conceito em outras duas flagships na França e em uma grande loja de departamentos parisiense cuja abertura está prevista para o final de junho.

A experiência geralmente começa antes da ida à loja: os clientes mais fiéis têm um aplicativo em seu celular que lhes permite conhecer as peças de uma coleção (ou pré-coleção) ou escolher entre uma grande variedade gama de acessórios. O cliente pode então agendar um horário em loja e na chegada os produtos selecionados já estarão prontos.
 
O aplicativo foi projetado para convidar o usuário para uma viagem ao universo da Chanel. Os vendedores são chamados de "consultores de moda" e, no provador nenhum preço aparece no espelho conectado. Este é colocado na entrada da cabine, onde estão indicados todos os produtos escolhidos, a coleção à qual pertencem e as várias visualizações dos acessórios. Como o espelho da Branca de Neve, este é habitado pelo seu próprio espírito. Se um "consultor de moda" trouxer um novo casaco para a sala, uma pequena barra equipada com um sistema de identificação por rádio (RFID) deteta o artigo e depois exibe o look do desfile original, com detalhes em close e um vídeo de uma modelo com ele na passarela.
 

"Um projeto emocionante"



O projeto é tão vanguardista que não tem nome: os colaboradores da Chanel e da Farfetch o chamam de "o piloto", "o provador do futuro" ou até o "espelho mágico".
 
"Por favor, não diga que é um espelho mágico. É mais do que isso! Do aplicativo à viagem. Que tal uma experiência de varejo em realidade aumentada?", insiste Sandrine Deveaux, responsável pela Store of the Future, a unidade de inovação comercial da Farfetch. "Este é um projeto empolgante para a Farfetch porque a Chanel é uma das marcas mais incríveis com as quais colaboramos. As nossas visões são bastante semelhantes. A ideia: implementar uma tecnologia sem falhas para melhorar a experiência do cliente e explorar o melhor possível o talento dos consultores de moda."

É, aliás, a Farfetch que irá adaptar esta tecnologia às lojas que não têm um espaço tão vasto como a da rue Cambon. Embora a plataforma fundada por José Neves tenha firmado um contrato único com a Chanel, esta pretende implantar o conceito na Brooks, a célebre loja que comprou em Londres, assim que esta se mudar para a sua nova instalação, na Brooks Street.


Fotografia: Chanel


Questionados sobre o funcionamento do projeto piloto, dois consultores de moda da Chanel admitem que a tecnologia apresenta alguns problemas de aprendizagem, mas oferece aos clientes uma visão muito mais completa da marca e dos seus produtos.
 
"Uma das nossas clientes de anos queria comprar um cinto. E, como o produto que havia escolhido apareceu em muitos looks do desfile, pude mostrar a ela diferentes maneiras de usa-lo. Ela acabou comprando um cardigã que não tinha considerado antes depois de experimentar e brincar com as fotos no espelho."
 
Segundo Sandrine Deveaux, "o importante para a Chanel é puxar a clientela dos acessórios para o prêt-à-porter”.

O conceito reúne as oito coleções da Chanel, com exceção da Alta-Costura, e inclui duas temporadas de prêt-à-porter, duas pré-coleções, a coleção Métiers d'Art, a coleção Cruise, Coco Beach e Coco Neige,  esqui e après-ski, o que permite que os clientes misturem produtos de várias estações e várias linhas distintas. Os consultores de moda também têm acesso direto ao estoque da Chanel, para poder saber se um artigo está disponível ou não.

Crie a sua lista de produtos antes de experimenta-los em loja



Uma tag NFC permite pagamento sem contato. Quando esta é ativada com o iPhone, aparecem as imagens da última coleção. Atualmente, são as da pré-coleção de outono que aparecem, com fotografias de Caroline de Maigret em tweed, uma personificação da elegância chic e atemporal da parisiense. O aplicativo também permite fazer o zoom de qualquer artigo e analisa-lo separadamente dos demais presentes no look. Nada é mais fácil, portanto, do que criar uma lista de produtos antes de marcar um horário na loja.

A maison permanece discreta quanto ao efeito destes provadores de nova geração nas suas vendas, enfatizando, no entanto, que o conceito permite que cada cliente faça a melhor escolha. O aplicativo também oferece a história da marca, sendo possível conhecer, por exemplo, o salão original de Coco Chanel, com seu sofá bege, seus espelhos barrocos e suas telas de Coromandel.

Cerca de metade dos clientes da gigantesca boutique de 1.000 metros quadrados no número 19 da rue Cambon - a maior loja da marca na França - são turistas. O salão de Mademoiselle Chanel está situado a poucos passos de distância, acima do estúdio criativo e da loja histórica da Chanel, no número 31 da rue Cambon, uma boutique de 860 metros quadrados. Sem espelho mágico... por enquanto.

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.