×
167
Fashion Jobs
INTJOBS
Missão Humanitária Internacional de Saúde: Todas as Especialidades
Efetivo - CLT · RIO DE JANEIRO
PUMA
IT Infrastructure Specialist
Efetivo - CLT · São Paulo
PUMA
E-Commerce Content Specialist
Efetivo - CLT · São Paulo
CAEDU
Analista de Produtos Financeiros pl
Efetivo - CLT · São Paulo
PUMA
Key Account Manager
Efetivo - CLT · São Paulo
CAEDU
Analista CRM pl - Segmentação
Efetivo - CLT · São Paulo
VIVARA
Aprendiz Comercial - Shopping Cidade de São Paulo
Efetivo - CLT · São Paulo
VIVARA
Aprendiz Comercial - Center Shopping Uberlândia
Efetivo - CLT · Uberlândia
VIVARA
Aprendiz Comercial - Shopping Del Rey
Efetivo - CLT · Belo Horizonte
VIVARA
Aprendiz Comercial - Shopping Uberaba
Efetivo - CLT · Uberaba
AMARO
Compliance Analyst
Efetivo - CLT · SÃO PAULO
MARISOL
Operador Beneficiamento - Acabamento de Malhas
Efetivo - CLT · Jaraguá do Sul
CAEDU
Analista de Atração e Seleção jr
Efetivo - CLT · São Paulo
CAEDU
Jovem Aprendiz
Efetivo - CLT · Cajamar
AMARO
Gerente de Loja Campinas
Efetivo - CLT · Campinas
AMARO
Gerente de Loja Porto Alegre
Efetivo - CLT · Porto Alegre
AMARO
People Operations Lead
Efetivo - CLT · São Paulo
L'OREAL GROUP
Analista de Laboratório (Hair da)
Efetivo - CLT · Rio de Janeiro
L'OREAL GROUP
Operações - Analista de Transporte Outbound
Efetivo - CLT · Rio de Janeiro
L'OREAL GROUP
Coordenador de Jbp - Divisão Grande Público
Efetivo - CLT · Rio de Janeiro
L'OREAL GROUP
Analista de Laboratório (Fotoproteção)
Efetivo - CLT · Rio de Janeiro
MARISOL
Assistente Administrativo - Comunicação Interna
Efetivo - CLT · Jaraguá do Sul
Por
Reuters API
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
9 de nov de 2020
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Chanel aumenta preços pela segunda vez este ano

Por
Reuters API
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
9 de nov de 2020

A marca francesa de luxo Chanel anunciou na sexta-feira (6) que aumentou seus preços pela segunda vez este ano, um movimento praticado por marcas que buscam proteger suas margens das consequências da pandemia de coronavírus.


Chanel - Primavera-Verão 2021 - Moda feminina - Paris. - © PixelFormula


Em um comunicado em resposta à uma pergunta da Reuters, a Chanel disse que os aumentos de preços foram "consequência das recentes flutuações cambiais significativas entre o euro e determinadas moedas locais", sem dar mais detalhes.

"Esses ajustes foram feitos em todos os países onde é necessários e são a garantia de que os produtos da Chanel sejam vendidos a preços equivalentes em todo o mundo", disse, a empresa, acrescentando que isso é particularmente importante em um momento em que as viagens internacionais estão muito limitadas.

Em maio deste ano, a Chanel aumentou os preços de bolsas e outros pequenos artigos de couro globalmente entre 5% e 17%.

Flavio Cereda, analista da Jefferies, disse que foi seguido por outro aumento de cerca de 5% em outubro, notadamente na China, Hong Kong, Japão, Coréia do Sul e Grã-Bretanha. Cereda disse que espera que outras marcas de luxo façam o mesmo para compensar o impacto da pandemia nas margens de 2020.

As principais marcas da LVMH, Louis Vuitton e Dior, Kering's Gucci, Prada e Ferragamo, entre outras, também aumentaram os preços este ano.

As marcas alegam que reduziram a diferença entre seus preços na Ásia e no resto do mundo, embora analistas estimam que o mesmo item possa custar 30% a mais no mercado chinês em relação à Europa.

© Thomson Reuters 2021 All rights reserved.