×
207
Fashion Jobs
GRUPO LARCH
Gerente Comercial
Efetivo - CLT · JUIZ DE FORA
L'OREAL GROUP
IT - Sap Finance Business Analyst
Efetivo - CLT · Rio de Janeiro
PAQUETA CALÇADOS
Analista de Planejamento e Gestão - RH
Efetivo - CLT · Sapiranga
YOUCOM
Analista de SEO (Redação) | Youcom
Efetivo - CLT · Porto Alegre
AMARO
Growth Analyst (Influencer Marketing)
Efetivo - CLT · São Paulo
VIVARA
Aprendiz Comercial - Shopping Cidade de São Paulo
Efetivo - CLT · São Paulo
VIVARA
Aprendiz Comercial - Center Shopping Uberlândia
Efetivo - CLT · Uberlândia
VIVARA
Aprendiz Comercial - Shopping Del Rey
Efetivo - CLT · Belo Horizonte
VIVARA
Aprendiz Comercial - Shopping Uberaba
Efetivo - CLT · Uberaba
AMARO
Compliance Analyst
Efetivo - CLT · SÃO PAULO
MARISOL
Tintureiro i
Efetivo - CLT · Jaraguá do Sul
MARISOL
Estagiário (a) de ti
Estágio · Pacatuba
MARISOL
Auxiliar Administrativo - Contabil
Efetivo - CLT · Jaraguá do Sul
YOUCOM
Assistente de Distribuição | Youcom
Efetivo - CLT · Porto Alegre
YOUCOM
Consultor de Vendas - Porto Alegre
Efetivo - CLT · Porto Alegre
GRUPO SOMA
Auxiliar de Modelo de Prova
Efetivo - CLT · RIO DE JANEIRO
DIOMEDEA BRASIL - CONSULTORIA DE MODELO DE NEGÓCIO
Consultor Executive B2B
Efetivo - CLT · SÃO PAULO
ROCK CLUB, BABY
Vendedora Online
Efetivo - CLT · BELO HORIZONTE
DIOMEDEA BRASIL - CONSULTORIA DE MODELO DE NEGÓCIO
Consultor Júnior B2B
Efetivo - CLT · SÃO PAULO
CAEDU
Analista Contábil jr
Efetivo - CLT · São Paulo
CAEDU
Operador de Loja
Efetivo - CLT · Franco da Rocha
CAEDU
Estagiário
Estágio · São Paulo
Publicado em
13 de mai de 2020
Tempo de leitura
3 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

CEOs, designers e varejistas da moda pedem revolta contra o sistema de entrega existente

Publicado em
13 de mai de 2020

Em uma carta aberta à indústria, um grupo de CEOs, designers e varejistas da moda, incluindo Craig Green, Dries van Noten e Tory Burch, pediram uma grande reformulação nas entregas de moda e maior sustentabilidade.


Tory Burch - outono-inverno 2020 - Moda Feminina - Nova York - © PixelFormula


“Recentemente, nós, um grupo de membros da indústria da moda global, de CEOs a compradores e diretores criativos, nos reunimos para uma série de conversas com uma visão compartilhada; para discutir como nossos negócios precisam se transformar”, escreveu o grupo de quase 40 líderes do setor, em uma carta aberta disponibilizada ao FashionNetwork.com.
 
"Concordamos que o ambiente atual, embora desafiador, representa uma oportunidade para uma mudança fundamental e bem-vinda que simplificará nossos negócios, tornando-os mais sustentáveis do ponto de vista ambiental e social e, em última análise, alinhando-os mais de perto às necessidades dos clientes", acrescentaram.

Os revolucionários apelam mais signatários, através do endereço: forumletter.org.
 
O grupo surgiu de uma série de conferências feitas por Zoom neste mês, reunindo uma surpreendente variedade de nomes, incluindo estilistas de moda, executivos dinâmicos, grandes proprietários de lojas influentes e até mesmo varejistas online.

A primeira de suas duas principais demandas é que a moda comece a "ajustar a sazonalidade e o fluxo de roupas femininas e masculinas, começando com a temporada outono/ inverno 2020".


Dries Van Noten - outono-inverno 2020 - Moda Feminina - Paris - © PixelFormula


Eles pedem que a moda “coloque de volta a temporada de outono/ inverno no inverno” e a primavera/ verão no verão (atualmente os desfiles de moda são realizados em estações trocadas). A carta também exige "um fluxo mais equilibrado de entregas ao longo da temporada para fornecer novidade, mas também tempo para os produtos se tornarem desejados".

Esse novo fórum de moda também exige maior "sustentabilidade em toda a cadeia de suprimentos" e um novo calendário de vendas, que, segundo o grupo, conduziria a menos produtos desnecessários; menos tecidos e estoques menos desperdiçados, além de menos showrooms. Embora eles também prevejam maior uso de showrooms digitais e sugerem uma revisão das temporadas da moda, sem fazer sugestões específicas.
 
No entanto, embora muitas das sugestões pareçam lógicas, os veteranos do setor estão cientes que as marcas mais jovens têm enfrentado dificuldades há décadas com as lojas de departamento colocando as roupas à venda muito cedo. Devido à concorrência para ter coleções-chave à frente dos varejistas rivais, as lojas têm colocado as novas peças à venda cada vez mais cedo ao longo das décadas.


Gabriela Hearst - outono-inverno 2020 - Moda Feminina - Nova York - © PixelFormula


Também é perceptível que nenhum dos grandes grupos de luxo da Europa - LVMH, Kering, Chanel, Hermès ou Prada - sejam signatários deste documento. No entanto, a missiva termina com um call to action.
 
"Trabalhando juntos, esperamos que estes passos permitam que nossa indústria se torne mais responsável pelo impacto em nossos clientes, no planeta e na comunidade da moda, e traga de volta a magia e a criatividade que fizeram da moda uma parte tão importante do mundo", diz o documento.

A carta também é assinada por nomes como Joseph Altuzarra, Linda Fargo, da Bergdorf Goodman, Erdem Moralioglu, Gabriella Hearst, Shelly Corkery, da Brown Thomas, Marine Serre, Mary Katrantzou, Michael Kliger, da Mytheresa, Pierre-Yves Roussel e Rodrigo Bazan, da Thom Browne.
 

Copyright © 2020 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.