×
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
30 de set. de 2021
Tempo de leitura
3 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Catwoman rencontra Paloma Picasso no desfile da Saint Laurent

Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
30 de set. de 2021

Depois de ter abandonado a Semana da Moda de Paris no meio da pandemia em abril de 2020, a Saint Laurent fez o seu grande regresso na noite de terça-feira (28 de setembro) no calendário parisiense. A maison da Kering reavivou o esplendor da era pré-Covid com um desfile de grande impacto, regressando exatamente onde nos deixou há quase dois anos, no pátio do Trocadero, frente a uma brilhante Torre Eiffel.


Desfile de moda de alto impacto para a maison - Saint Laurent


Uma enorme estrutura metálica com holofotes ergue-se no centro da passarela, à volta da qual os modelos desfilam. Aparece a primeira silhueta, adornada por um sinuoso vestido branco comprido com uma fenda nas costas, o seu reflexo vibrante no chão molhado. Com sandálias de plataforma alta, os seus lábios vermelho vivo, distingue grandes óculos pretos e importantes joias de ouro. O tom está definido. Grande classe, grande liberdade. Tudo com uma certa teatralidade.

A mulher Saint Laurent tem o dom de se colocar em palco com uma elegância natural sem se preocupar com conveniências. O casaco do seu elegante terno preto exibe três grandes botões dourados, enquanto que um longo vestido vermelho com um decote mergulhante é dividido pela frente. Não hesita em usar a sua pochette de cetim chique com jeans, que veste sem camisa apenas com um casaco masculino. Acima de tudo, lida com a arte dos acessórios e das cores com um gosto inato, realçando uma roupa com um detalhe, refinando a sua atitude ardente de femme fatale, sempre em equilíbrio entre contenção e extravagância.

Aqui, uma grande flor vermelha é aplicada nas alças de um macacão apertado, no centro do peito. Ali, um lenço amarelo com pontos pretos de polca rodopia à volta do pescoço no colarinho de um precioso casaco preto. Noutro lugar, é um turbante azul elétrico que agarra o seu cabelo ou um par de luvas de couro na mesma tonalidade que acrescenta um brilho cintilante a um conjunto escuro.


A mulher livre de Saint Laurent - PixelFormula


Para a primavera-verão 2022, Anthony Vaccarello se inspirou em Paloma Picasso, que tinha uma estreita amizade com Yves Saint Laurent, para quem criou os acessórios para as suas coleções nos anos 70.

"Durante muito tempo, quis transpor este encontro entre Paloma Picasso e Yves Saint Laurent, cuja importância no processo criativo do designer não é bem conhecida. Este é um momento ao qual sou sensível como designer, porque para mim é o momento decisivo quando Saint Laurent já não faz moda mas cria um estilo", explica o designer num comunicado.

Anthony Vaccarello está assim trabalhando na atitude, neste gosto pela excentricidade e originalidade, ao mesmo tempo que explora novos caminhos para inventar um guarda-roupa contemporâneo, adaptado à mulher de hoje. Depois da Prada, que trouxe de volta as ceroulas de avós à moda em janeiro passado, o diretor artístico da Saint Laurent propõe o macacão em lycra como peça chave no guarda-roupa do próximo verão.


Saint Laurent revisita o costume - PixelFormula


Está disponível em todas as tonalidades (cores monocromáticas intensas ou grandes estampas florais) e em todas as formas. Este macacão Catwoman vem em todo o tipo de variações com a parte superior drapeada, cortada, entalhada, apertada ou de ombros desnudos sob a forma de um corpete.

Anthony Vaccarello também tem a boa ideia de associa-los aos casacos maxi masculinos. Um casaco clássico em xadrez Príncipe de Gales é emparelhado com leggings no mesmo padrão. O macacão-legging é oferecido em cinza, ton sur ton. Alguns modelos mais tradicionais com calças, em lona e algodão, completam o guarda-roupa.
 

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.