Casino nega boatos sobre possível venda da GPA

Na quinta-feira (4), o varejista francês Casino negou pela segunda vez na semana as informações publicadas pela imprensa brasileira de que ele teria contratado um consultor financeiro para vender a GPA, sua unidade brasileira de supermercados. A empresa de consultoria mencionada pela imprensa também negou as informações.


Reuters

O jornal Valor Econômico informou que o Casino havia contratado o grupo de consultoria financeira Rothschild & Co SCA para explorar as vendas de ativos com o objetivo de reduzir a sua dívida. Em um e-mail enviado à Reuters, o grupo Rothschild disse que a informação estava incorreta e que o Casino não o contratou para explorar as vendas de ativos.

A empresa de consultoria também negou informações semelhantes publicadas pelo jornal O Globo no início desta semana, de que ela tinha sido contratada para analisar a venda de ambas as operações brasileiras e colombianas da Casino.

A empresa francesa foi contratada em 2016 para ajudar o GPA a vender sua varejista de eletrônicos Via Varejo SA, disseram fontes familiarizadas com as negociações, mas esses esforços até agora não tiveram sucesso.

No pregão da manhã de quinta-feira, as ações da Via Varejo caíram 5%, entre as maiores quedas no índice da Bolsa de Valores de São Paulo.

Traduzido por Novello Dariella

© Thomson Reuters 2019 Todos os direitos reservados.

Moda - DiversosNegócios
ASSINE A NOSSA NEWSLETTER