Carven nomeia Daphné Cousineau como diretora geral

O grupo chinês Icicle escolheu uma grande executiva do luxo francês para relançar a marca Carven. Daphné Cousineau, que ingressou na Balenciaga em 2017 como presidente da empresa para a Europa, se junta à empresa francesa que foi adquirida no outono de 2018 pelo grupo chinês.


Daphné Cousineau - DR

Antes de ingressar no grupo Kering, ao qual pertence a Balenciaga, Daphné Cousineau foi diretora global de vendas da Lanvin a partir de 2014 e diretora geral da filial francesa da Valentino de 2007 a 2014. Após adquirir experiência no conselho e na mídia na McKinsey e, em seguida, na Vivendi de 1995 a 2003, a executiva ingressou no mundo do luxo em 2005, e se tornou diretora de vendas do atacado e da franquia da Celine.

Com sua chegada à Carven, que ela anunciou em seu Linkedin, Daphné Cousineau irá enfrentar um novo desafio: reestruturar uma marca francesa que atualmente tem 50 funcionários lidera-la em direção ao crescimento global, especialmente na China. Os primeiros passos para cumprir esse objetivo foram dados em outubro do ano passado por Isabelle Capron, vice-presidente internacional do Icicle Fashion Group. Daphné irá se reportar à Shawna Tao, CEO do grupo e da Carven. 

Enquanto a nomeação de um diretor artístico para a empresa ainda está pendente, o estúdio da Carven foi quem criou a próxima coleção de outono-inverno. Essas criações permitirão assegurar a transição a partir deste verão nas quatro boutiques francesas da marca, onde por enquanto são vendidas as peças do arquivo da marca, mas também iniciar o desenvolvimento de uma rede na China. Nesta primavera, a Icicle explicou que tem a meta de abrir cerca de 40 lojas na China nos próximos dois anos.

Traduzido por Novello Dariella

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Moda - Pronto-a-vestirLuxo - Pronto-a-vestirNomeações
ASSINE A NOSSA NEWSLETTER