×
887
Fashion Jobs
keyboard_arrow_left
keyboard_arrow_right

Calvin Klein passa a aceitar bitcoins em lojas físicas selecionadas em São Paulo

Publicado em
today 13 de dez de 2018
Tempo de leitura
access_time 2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

A Calvin Klein começou a aceitar bitcoins como forma de pagamento em quatro de suas lojas físicas em São Paulo: a Flagship store na rua Oscar Freire, a loja Lifestyle do Shopping Morumbi, e as lojas do Iguatemi São Paulo e Shopping JK Iguatemi. A marca é uma das primeiras varejistas de moda a aceitar pagamentos de compras de qualquer valor em bitcoins no país.
 
“Aceitar bitcoins em nossas lojas foi uma evolução natural. O projeto está alinhado com as nossas estratégias digitais e nos permite oferecer uma nova conveniência para os nossos consumidores, uma grande parte que já está usando criptomoedas. Somos pioneiros”, comemora Fábio Vasconcellos, presidente da PVH Brazil.


A loja da Calvin Klein na Oscar Freire é pioneira ao aceitar bitcoins no Brasil - Divulgação

 
Por meio do aplicativo Wallet, o cliente lê o QR code gerado no caixa da loja e automaticamente a transferência é realizada, seguindo a cotação da moeda no dia.
 
“A Foxbit e Cloudwalk estão revolucionando a indústria de pagamentos e o ecossistema global da criptoeconomia com essa solução e é muito bom contar com uma marca internacional de tanto prestígio como a Calvin Klein como primeira parceira”, afirma o CEO da Foxbit, João Canhada.
 
A nova forma de pagamento está disponível por meio de uma parceria com Foxbit, principal exchange de bitcoins da América Latina, e a Cloudewalk, rede e plataforma de pagamentos plug and play. 
 
A Reserva foi outra marca de moda pioneira ao aceitar Bitcoin como forma de pagamento diretamente em sua loja virtual no endereço usereserva.com. A grife chegou até a fazer um passo a passo ensinando os internautas a utilizar a criptomoeda. Atualmente, o serviço está em fase de ajustes. 


A campanha da Reserva na época do lançamento da forma de pagamento com bitcoins - Divulgação

 
Lá fora, a grife suíça Hublot acaba de lançar um relógio, o Big Bang Meca-10 P2P, que só pode ser comprado em bitcoin. A edição especial vem com o número da transação gravada no aro. A peça, feita em parceria com a Octagon Strategy, corretora de ativos digitais da Ásia, é uma homenagem ao aniversário de dez anos da criptomoeda. 


O relógio Big Bang Meca-10 P2P, da Hublot, só pode ser comprado em bitcoin - Divulgação


 

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.