Calvin Klein: Kevin Carrigan deixa a marca

Apenas dois dias depois da nomeação oficial de Raf Simons à direção criativa (Chief Creative Officer) da Calvin Klein, o diretor artístico global, Kevin Carrigan, anunciou sua saída.
 
Sua demissão foi anunciada via uma nota interna ao grupo nova-iorquino no qual trabalhava há 18 anos.

Kevin Carrigan

Com a chegada do criador belga à direção do estilo e do conjunto da imagem do grupo, apoiado por seu histórico braço direito, Pieter Mulier, nomeado diretor criativo, esta saída era esperada. Ele confirma a mudança radical da Calvin Klein, que deseja orientar-se agora em direção a uma visão única e global das coleções.
 
Sob o título de "diretor artístico global", Kevin Carrigan dirigia várias coleções do underwear ao denim (ck Calvin Klein, Calvin Klein Jeans e a linha acessível destinada ao público norte-americano Calvin Klein White Label), representando as principais fontes de receitas do grupo, trabalhando ao mesmo tempo com as licenças. Ele deve seguir na Maison, durante o tempo de garantir a transição.
 
Depois de ter passado pelo Royal College of Art and Design em Londres, o designer britânico havia integrado a Calvin Klein em 1998 depois de ter trabalhado para a Max Mara e Nicole Farhi. Ele era um dos cinco diretores criativos ativos dentro do grupo antes da chegada de Raf Simons.
 
Francisco Costa e Italo Zucchelli, respectivamente diretor artístico das coleções feminina e masculina da marca americana foram demitidos em abril passado.
 
Da antiga equipe não resta muito dentro do navio que Ulrich Grimm, responsável pelas linhas de calçados e de acessórios para os homens e mulheres, e Amy Mellen, que se ocupa dos produtos para a casa de moda.

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Moda - Pronto-a-vestirNomeações
ASSINE A NOSSA NEWSLETTER