×
906
Fashion Jobs

Calçados: China é uma oportunidade ao Brasil

Publicado em
today 8 de dez de 2009
Tempo de leitura
access_time 2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Em uma viagem para obter mais informações sobre o comportamento do varejo chinês e avaliar o potencial para o calçado brasileiro, a consultora para novos mercados da Abicalçados, Ida Fabro, concluiu que o Brasil pode ter uma grande oportunidade.


Ida Fabro apresenta conclusões de sua pesquisa na China


Segundo a consultora, há um gap entre as grandes marcas internacionais, que têm sapatos a partir de mil dólares, e as locais, que não passam de US$ 200,00. “Existe mercado, sim, e o cenário no momento é favorável à entrada das marcas que querem crescer na China. Estou convencida que o Brasil tem muitas chances, mas ainda tem um longo caminho a percorrer”.

Ida Fabro esteve nas cidades de Hong Kong, Pequim, Xangai e Dongguan. Na primeira, avaliou que, além de centro financeiro e de moda, Hong Kong é uma importante porta de entrada, não somente para a China, mas também para outros países da Ásia, como Malásia, Filipinas, Cingapura e Indonésia. “Muitos chineses ricos vêm fazer compras em Hong Kong por ter mais variedade de marcas e opções de escolha. Além disso, por ser porto livre, os preços são mais baixos”, diz.

Pequim – Em Pequim, Ida Fabro visitou o escritório da Apex-Brasil. O local, administrado por César Yu, é bem equipado e tem espaço para receber mais de dez empresas simultaneamente, que têm à sua disposição estações de trabalho individuais. A cidade tem vários shopping centers, que abrigam todas as marcas de luxo internacionais. Muitas delas têm também a sua loja conceito. “A Armani, por exemplo, está localizada em um prédio com arquitetura moderna e sofisticada”.

Xangai – Em Xangai, novamente aparece a referência sobre os hábitos dos chineses novos ricos, grandes consumidores de marcas. Os mais jovens têm necessidade de mostrar que podem usar e comprar marcas. “É uma demanda reprimida de muitos anos e que só tende a aumentar”, aponta. Para a consultora, Xangai é uma cidade moderna, muito mais fashion e dinâmica comparativamente a Pequim e já está se preparando para o próximo ano, quando ocorrerá a Expo Shangai 2010, agendada para os meses de maio a outubro. O Brasil estará presente com três pavilhões: Brasil, São Paulo e Porto Alegre.

Dongguan - Em Dongguan, cidade que tem cerca de dois milhões de habitantes – considerada pequena - o comércio local é bom, mas está restrito às marcas locais.

Caminho – Segundo Ida, dentre os passos que o Brasil deverá seguir para conquistar um local privilegiado junto aos consumidores chineses, está o investimento em comunicação para informar ao mercado sobre a qualidade e o design que o calçado nacional tem. “Precisamos investir também na marca Brasil”, acrescenta. A próxima etapa será a organização de uma missão empresarial brasileira à China, que deverá ocorrer no início de 2010.

ASCom Abicalçados/Brazilian Footwear

Copyright © 2020 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.