×
Publicidade
Publicado em
26 de jan. de 2010
Tempo de leitura
4 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Calçados arrojados chamam a atenção de compradores no Couromoda

Publicado em
26 de jan. de 2010

Com mais de 1,5 mil compradores vindos de 53 paises, a 37° edição da Couromoda foi mais um passo rumo a consolidação da sua imagem como produtora de calçados de alta qualidade.


Couromoda atraiu 67 mil visitantes para o Parque Anhembi


Em 2009, a indústria calçadista produziu 725 milhões de pares, distribuídos através de 50 mil pontos de varejo em todo o país. Para exportação foram dirigidos cerca de 125 milhões de pares, em mais de 120 países e com faturamento de US$ 1,3 bilhão no ano. Em 2009, este total de exportações significou um recuo de 30 por cento em relação a 2008, devido à valorização do real e à crise econômica. Mas o otimismo para o ano que inicia é contagiante e pôde ser percebido entre os 67 mil visitantes que circularam pela Feira.

Nas conversas de bastidores da Couromoda, os estrangeiros se mostraram bastante satisfeitos com o padrão brasileiro de calçados e acessórios, e impressionados com o design dos produtos expostos. Todos voltaram a seus paises com negócios já concluídos ou em processo de conclusão. Os modelos que mais chamaram a atenção são os de visual arrojado, mas que conserva traços relevantes da identidade brasileira. Os produtos com “cara européia” não são tão competitivos no mercado externo. De acordo com a opinião geral dos compradores e visitantes externos, o calçado ou acessório que pode ter seu lugar ao sol nas vitrines internacionais são os que usam material bem “brasileiro”, como a palha, o junco, ou couro exótico, com cores fortes.

Atentos a isso, as empresas com perfil exportador observam ainda outros atributos para ultrapassar as fronteiras geográficas. Magno Kleber de Freitas, gerente de exportação da Grendene, que tem sob seu guarda-chuva quatro outras marcas, ressalva que a empresa é a maior exportadora do país desde o ano de 2003, mas os negócios com os estrangeiros iniciaram bem antes, em 1979. Dos 160 milhões de pares fabricados por ano, hoje é exportado 30 por cento. Mais de 85 países recebem seus calçados nos cinco continentes. Para manter essa força, foi necessário um trabalho voltado à confiança dos seus clientes. “Não foi de um dia ao outro que conseguimos chegar aonde estamos. Trata-se de um longo caminho focado na alta qualidade, no design, no bom serviço e em muita credibilidade, que é a principal marca registrada do Grupo”, afirma Kleber de Freitas.

Um atuação global também é o foco do grupo Via Uno, que produz 8 milhões de pares ao ano, sendo que a metade é exportado para mais de 100 países. Das 270 franquias que o grupo possui, 160 estão no Brasil e 110 se dividem em 26 países, com forte expansão na França. A previsão não é parar por aí. Para 2010, planeja-se a abertura de mais 70 lojas e um crescimento em faturamento na ordem de 20 por cento.

Importância do setor calçadista
O setor de calçados é de suma relevância para o mercado brasileiro, uma vez que emprega 1 milhão de pessoas direta e indiretamente. Em 2009, o mercado interno consumiu cerca de 630 milhões de pares, dos quais apenas 30 milhões foram importados. Existem, no país, cerca de 1,5 mil grandes, médias e pequenas indústrias de calçados e mais de 5 mil microempresas e ateliers. O Brasil tem também o maior rebanho bovino comercial do mundo: são 800 curtumes, que produziram 43 milhões de produtos em couro em 2009 e exportaram US$ 1,1 bilhão, com queda de 38% em comparação a 2008. Completam a cadeia calçadista mais duas mil indústrias de componentes para couro e calçado, indústrias de máquinas e equipamentos.

A Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados) através do programa Brazilian Footwear - Programa de Apoio às Exportações de Calçados, desenvolvido em parceria com a Apex-Brasil (Agência de Promoção de Exportações e Investimentos), realizou uma série de projetos durante o Couromoda. Um grupo de importadores foi ao Brasil através do Projeto Comprador Nacional e do Projeto Comprador Design Brazil, somando 17 pessoas, assim como onze formadores de opinião, vindos a convite do Projeto Imagem. Eles tiveram a oportunidade de conhecer o calçado nacional com o objetivo de divulgá-lo em seus respectivos veículos.

Flavia Pollo
Jornalista convidada pela Abicalçados


Fotos: Fábio Castro e Nilton Rettich / StudioF Fotografia
Jefferson Bernardes © Preview.com
J.R Comodo

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.