×
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
3 de mar. de 2022
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Burberry suspende operações da Rússia e Zalando faz doação para esforços de ajuda

Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
3 de mar. de 2022

O número de empresas de moda respondendo à invasão russa na Ucrânia está crescendo. Agora é a vez de Burberry e Zalando anunciarem uma doação e outras ações. Não muito depois da ASOS, H&M e Boohoo comunicarem que fariam uma pausa nas operações na Rússia, a Burberry disse que suspendeu todos os carregamentos das suas mercadorias para a Rússia "devido a desafios operacionais".


ABurberry faz uma pausa nas operações da Rússia e a Zalando faz uma doação para os esforços de ajuda - Burberry


A empresa tem várias lojas na Rússia, sendo o país responsável por menos de 1% das vendas, de acordo com relatórios. A empresa está acompanhando a situação "de perto", ao mesmo tempo que apoia também seus funcionários na Ucrânia e na Rússia.
 
Ela acrescentou que também está oferecendo apoio financeiro. "Milhões de vidas estão sendo afetadas pelo desenrolar dos acontecimentos na Ucrânia. Para apoiar os esforços de socorro, estamos doando ao British Red Cross Ukraine Crisis Appeal, que está trabalhando para fornecer ajuda urgente, alimentos, roupas quentes e abrigo a comunidades em necessidade desesperada", afirmou.

"Iremos também ajudar em quaisquer doações de empregados a instituições de caridade que apoiam os esforços humanitários na Ucrânia com uma doação equivalente ao apelo. Estes são tempos incrivelmente difíceis para muitas pessoas e os nossos pensamentos estão com todos aqueles que foram afetados pela crise".
 
Entretanto, embora a Zalando não venda nem na Ucrânia nem na Rússia, disseram os co-CEOs Robert Gentz e David Schneider: "Como empresa fundada na Europa, acreditamos na democracia, estamos empenhados na paz e desejamos urgentemente ver um fim imediato à violência na Ucrânia. Os nossos pensamentos estão com o povo ucraniano, todos os que sofrem com esta invasão, e todos os que se mobilizam para apoia-los.
 
"A nossa prioridade é ajudar os nossos colegas que são direta ou indiretamente afetados, bem como as suas famílias. Estamos atualmente apoiando com aconselhamento, processamento de vistos, afastamento de trabalho e transporte. Não vendemos ou enviamos para clientes na Ucrânia e na Rússia, nem temos operações comerciais por lá (por exemplo, armazéns ou logística)".
 
"Planejamos utilizar a força da nossa rede logística na Polônia e parcerias de marcas em toda a Europa para fornecer o que é mais necessário para apoiar os refugiados através das nossas ONGs parceiras. Estamos destinando 1 milhão de euros para apoiar a ajuda humanitária às pessoas afetadas pela guerra, juntamente com donativos em espécie, voluntariado de funcionários e apoio aos refugiados".
 
A empresa também fez contribuições diretas a várias instituições de caridade, incluindo a Polish Humanitarian Action, que está fornecendo ajuda, alimentos e outras formas de apoio aos refugiados que fogem para a Polônia.
 

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.