×
879
Fashion Jobs
keyboard_arrow_left
keyboard_arrow_right

Benetton quer voltar a lucrar em 2020

Por
Adnkronos
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
today 21 de mai de 2019
Tempo de leitura
access_time 2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Numa entrevista dada há alguns dias ao jornal La Repubblica, Luciano Benetton, que voltou à liderança da United Colours of Benetton, que co-fundou em 1965, anuncia o retorno do seu grupo à rentabilidade no próximo ano. "Vamos chegar lá! Já reduzimos o déficit em 40%: era de 180 milhões em 2017 e agora está abaixo de 100."


A nova campanha da marca, com o fundador do grupo, Luciano Benetton, que aos 84 anos posa para a câmara - @benetton


E continua: "A equipe está quase completa. Oliviero Toscani recorreu ao estilista Jean-Charles de Castelbajac para a direção artística. Parámos de fechar lojas e estamos começando a abrir novas. Prevejo 100 aberturas no espaço de um ano."
 
Aos 84 anos, Luciano Benetton empresta a sua imagem à nova campanha da marca transalpina, fotografada por Oliviero Toscani: "Estou de volta”, diz. “Poso ao lado de Ayak Mading, uma bela sudanesa de dezoito anos, com mais de dois metros de altura e uma expressão de alegria natural no rosto. Ela é tão moderna que não tem gênero. Esta fotografia parece retirada das nossas imagens antigas."

"No início, eu não queria, mas Oliviero Toscani me convenceu. Ele vê as coisas um pouco antes dos outros. Quero sublinhar que, embora seja um jogo divertido, posar aos 84 anos não é uma frivolidade estética. Sou velho e Ayak é jovem; eu branco e ela negra; eu rico e ela pobre."
 
"A nossa vontade de questionar através das imagens também está de volta. Ayak é o futuro que nós imaginámos; a realidade excedeu os nossos sonhos. Para mim, é como ter uma irmã ao meu lado.”