×
Por
Guia JeansWear
Publicado em
2 de jan de 2017
Tempo de leitura
3 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Benefícios e desafios dos softwares 3D no varejo de moda

Por
Guia JeansWear
Publicado em
2 de jan de 2017

Juntar todos os componentes na tecnologia digital é uma grande mudança, sobretudo quando o tópico do avanço consiste nos softwares para design em 3D. A partir daí, temos um avanço que contempla a versão mais próxima do produto real finalizado.


 

Nessa mudança, onde o processo analógico se transforma em um digital, o 3D reúne diversos componentes em sua própria linguagem: cor, tecido e avatar são simulados claramente em um material digital. Sua adoção bem-sucedida representa ganhos ao somar velocidade nos processos produtivos, evitando retrabalhos, tornando prototipagens mais assertivas e decisões mais embasadas em certezas.

Embora alguns varejistas já estejam desfrutando desses benefícios através da adesão do design 3D, das ferramentas de prototipagem virtuais e dos softwares de gestão do ciclo de vida do produto, outros ainda estão em busca da melhor forma de adoção para todos estes potenciais em seus negócios.

Robin Lemstra, diretor de serviços profissionais na Lectra, opina que no momento de migrar para essas novas tecnologias, a pergunta a fazer é "onde é possível acrescentar valor?" Fit, design ou marketing? A partir da resposta, é possível determinar se o que é preciso é um avatar de fitting ou estilo, por exemplo. Dessa forma, a tecnologia se adequa aos interesses da empresa.

Simon Kim, diretor de estratégia da CLO Virtual Fashion, sublinha que dar aos utilizadores a oportunidade de experimentar a nova tecnologia é fundamental, pois, embora contem com o apoio da gestão, são eles – os próprios utilizadores – que vão usá-la.

"A adoção muitas vezes não funciona bem quando aplicada do topo para a base das hierarquias de um organograma, logo é preciso ter os dois olhares e agregar uma medida de baixo para cima na forma como as novas ferramentas serão utilizadas", explica o dirigente.

Em comum, os executivos dos principais fornecedores de software 3D concordam que, para encorajar a implementação de tecnologias, é fundamental assegurar a compatibilidade em todos os formatos de software, para que os dados possam ser usados em diferentes sistemas num ambiente aberto e colaborativo.

Com isso, todos os parceiros de uma indústria tornam-se aptos a jogar um jogo aberto. Prever a capacidade de compartilhamento entre todos os canais de comunicação, é um pré-requisito: "não se pode começar o investimento em uma parte do processo e perceber mais tarde que a alteração não está ligada ao processo seguinte", – constatando que o 3D não consegue se comunicar com o teste de tecidos, por exemplo.

Simon e Robin são unânimes em afirmar que a mudança bem-sucedida leva tempo, mas, ao acontecer, leva a ganhos como tempo de entrega mais rápido e custos mais baixos, mérito da redução no número de amostras e protótipos necessários para aprovação dos produtos.

Com isso aceleram-se os processos de design, bem como as tomadas de decisões. Menos gastos, mais velocidade e maior realidade na simulação dos processos, tudo somado à maior capacidade de interação do cliente, estes são os grandes diferenciais, que figuram no hall de benefícios das novas tecnologias digitais em 3D.

Copyright © 2021 Guia JeansWear. Todos os direitos reservados.