×
Por
AFP-Relaxnews
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
17 de dez de 2019
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Beiersdorf, proprietária da Nivea, muda para energia verde

Por
AFP-Relaxnews
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
17 de dez de 2019

O grupo alemão de cuidados para a pele Beiersdorf, proprietário de marcas como Nivea e Elastoplast, informou na terça-feira (17) que todas as suas operações serão movidas a eletricidade renovável até o final de 2019.


AFP


"Todos as instalações da Beiersdorf em todo o mundo passaram a usar eletricidade a partir de fontes renováveis ​​a partir de 2019", anunciou a empresa em comunicado. A medida é parte de um esforço para reduzir suas emissões de dióxido de carbono (CO2) em 70% entre 2014 e 2025. Até o final de 2018, a companhia informou que as emissões já diminuído 59%.

A Beiersdorf, que apresentou receita de 7,2 bilhões de euros em 2018, é uma das 30 empresas listadas no índice DAX. Ela também está entre as centenas de empresas em todo o mundo que se inscreveram na chamada iniciativa "Science Based Targets” (metas baseadas na ciência).

A iniciativa, apoiada pelo WWF e pelas Nações Unidas, ajuda as empresas a estabelecer metas de proteção climática de acordo com a ciência mais recente e o objetivo acordado internacionalmente para limitar o aquecimento global a dois graus Celsius.

Durante a Conferência Climática da ONU realizada na semana passada em Madri, Espanha, a Beiersdorf foi uma das 177 empresas que disseram que pretendem reformular as operações de acordo com uma meta de aquecimento mais rigorosa de 1,5 graus - sendo uma das únicas cinco empresas alemãs a fazer isso.

Copyright © 2021 AFP-Relaxnews. All rights reserved.