×
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
16 de fev. de 2021
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Asics registrou ganhos e perdas em 2020

Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
16 de fev. de 2021

A gigante japonesa de esportes Asics viu suas vendas líquidas caírem 13% no ano passado, para 328,78 bilhões de ienes (2,5 bilhões de euros/ 3,1 bilhões de dólares). Isso gerou um prejuízo de 3,9 bilhões de ienes na receita operacional, em comparação com um lucro de 10,6 bilhões de ienes um ano antes. A perda "normal" foi de 6,9 ​​bilhões de ienes e a perda atribuível à controladora foi de 16,1 bilhões. Ambas as medidas geraram lucros há um ano. 


Asics


A empresa foi duramente atingida pela crise da Covid-19, com melhorias no comércio após a primeira onda, que foi seguida por quedas nos últimos meses. Além do fechamento temporário de lojas, a Asics também sofreu com o cancelamento de grandes eventos esportivos que teriam sido oportunidades de marketing importantes.
 
No entanto, a empresa obteve sucesso na China, com um aumento de 4% nas vendas da Grande China em relação ao ano anterior e +25% nas vendas operacionais, em uma base neutra em termos de moeda.

Outra boa notícia é que as vendas do comércio eletrônico aumentaram em todo o mundo: na América do Norte, elas aumentaram 112% e na EMEA 134%.
 
É claro que a empresa se esforçou para aproveitar ao máximo as oportunidades digitais ao longo do ano e também administrou seu estoque com muito cuidado. Com o fechamento forçado de suas lojas, ela também olhou o que estava funcionando e o que não estava nas lojas físicas, e fechou permanentemente sua loja na 5ª Avenida, em Nova York. Essa decisão foi tomada pois a empresa precisava melhorar a lucratividade do seu negócio na América do Norte.
 
A Asics também deu continuidade ao lançamento de calçados, o que faz sentido em um ano em que muitos consumidores que estavam confinados passaram a realizar atividades como a corrida. Ela lançou novos tênis importantes sob sua marca principal e também sob a Onitsuka Tiger, incluindo uma coleção em colaboração com a Valentino.
 
A Asics EMEA também disse que se saiu bem diante das circunstâncias desafiadoras, com a receita caindo "apenas" 7,3%. Seu forte crescimento digital foi auxiliado pela introdução de novos serviços digitais para ajudar mais pessoas a encontrar os produtos certos online, bem como seu primeiro evento de revezamento de corrida virtual, o Asics World Ekiden, que atraiu um recorde de 56.000 participantes.
 
Na EMEA, a marca confirmou a sua posição como marca número 1 em corrida na Europa, de acordo com dados do NPD. Ela ganhou 3 pontos percentuais de participação de mercado em calçados na categoria "Feito para e usado para" corrida acima de 90 euros na UE5 (Reino Unido, França, Alemanha, Itália e Espanha). E ganhou 2 pontos percentuais de participação de mercado na categoria de tênis e 10 pontos percentuais na categoria indoor na UE5. 

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.