×
Por
Europa Press
Publicado em
17 de jun de 2015
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

As seis melhores cidades para se abrir uma loja de moda nos EUA

Por
Europa Press
Publicado em
17 de jun de 2015

Madri (TRENDSmérica) – A indústria da moda não deixa de expandir-se e renovar-se, mas para isso requer uma série de filiais, franquias, escritórios e centros de distribuição. Se você gosta de moda e está pensando em abrir uma loja, apontamos aqui as seis cidades mais certeiras para fazê-lo nos Estados Unidos.

Foto: - Reuters


De acordo com a revista especializada em calçado Footwear News, nos Estados Unidos há seis cidades que vão facilitar para você o caminho até o mercado da indústria têxtil.
 
Tanto Nova York como Los Angeles representam a meca da moda nos Estados Unidos, já vez que concentram o maior número de lojas nacionais e internacionais do setor.

Esta situação deu um pequeno giro ao longo dos últimos anos, uma vez que o setor também abriu suas portas nas ruas de outras quatro cidades: Miami, Atlanta (Geórgia), Washington DC e Austin (Texas).
 
Os novos focos dessa indústria chegam pisando forte no terreno da venda de peças e acessórios no varejo. Nesse sentido, o Bal Harbour Lincoln Road e o Miami Design District de Miami estão despontando como um destino internacional para marcas de luxo. Tal posição se alcançou graças ao crescimento econômico da cidade e ao fortalecimento da sua própria reputação.
 
Alguns dos produtos mais aclamados da cidade são os pertencentes às joias, ao calçado e aos acessórios, de marcas como Loewe, Chloé e Ted Baker, que se estabeleceram recentemente em Miami.
 
Atlanta é um centro nevrálgico muito interessante, pois graças à sua situação geográfica é um importante foco de investimentos em turismo e negócios nos Estados Unidos.
 
Nesse sentido, a chegada de marcas como Louboutin, Hermès e Tom Ford foi de grande ajuda para enaltecer a abertura de duas novas zonas comerciais: Buckhead Atlanta e Avalon.
 
Se bem que é certo que os centros de lazer e os restaurantes proliferam na capital estadunidense, a oferta de varejistas também está ganhando terreno, de tal maneira que está previsto a abertura de uma nova zona comercial ao norte da cidade: a CityCenterDC.
 
Por sua vez, Austin também pisa forte na indústria têxtil graças ao crescimento da sua população e à estabilidade da economia. Além de fashion, trata-se de um destino cultural, onde se prevê que, a partir deste ano, a cidade se converta num mercado de luxo.

Copyright © 2021 Europa Press. Está expressamente proibida a redistribuição e a retransmissão do todo ou parte dos conteúdos aqui apresentados sem o prévio e expresso consentimento.